ASSINE
search button

Mostra de Cinema exibe 28 filmes em caráter não-competitivo

Compartilhar

RIO - Para comemorar os 58 anos da aprovação da Declaração Universal dos Direitos Humanos pela Assembléia Geral das Nações Unidas, a Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República promove, de 1 a 17 de dezembro, a Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul. O evento gratuito percorrerá as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Recife. Apresentações de filmes e debates com cineastas, intelectuais e militantes do continente sobre os direitos humanos e a realidade de seus países compõem a programação do evento.

A iniciativa conta com a parceria do Sesc-SP, patrocínio da Petrobrás e apoio do Ministério das Relações Exteriores, Secretaria do Audiovisual e Ministério da Cultura. A realização é da Cinemateca Brasileira.

- Esta mostra busca apresentar um panorama cinematográfico amplo das batalhas essenciais de hoje em torno dos direitos humanos na América do Sul, com ênfase na produção documental, mas não restrita a ela - explica o curador da mostra e crítico de cinema Amir Labaki, que selecionou 28 filmes produzidos desde 2003, dos quais 10 são brasileiros.

No Brasil, a Secretaria de Direitos Humanos foi criada em 1997, 49 anos após a promulgação da Declaração Universal dos Direitos Humanos, documento que serviu para dar visibilidade à liberdade e à igualdade de condições para todos os seres humanos, além de mostrar que cada indivíduo e órgãos da sociedade não deveriam medir esforços em favor do reconhecimento das liberdades e direitos fundamentais dos povos em âmbito nacional e internacional. A expectativa da Secretaria Especial dos direitos Humanos é que a mostra possa ser realizada anualmente para disseminar filmes sobre os direitos humanos de países da América do Sul, associados ou membros do Mercosul.

As exibições no Rio de Janeiro acontecerão no Centro Cultural da Caixa Econômica Federal, no Centro da Cidade, onde o público assistirá curtas, longas-metragens e documentários. Todos os filmes são inéditos e com diversas temáticas. Vão desde o combate ao trabalho escravo e infantil, a exploração sexual e tráfico de crianças e adolescentes, a discriminação de mulheres, perseguidos políticos, negros, homossexuais, pacientes da saúde mental e pessoas com deficiência até a defesa dos direitos à moradia, à posse da terra, à saúde e o combate à tortura e à violência.

Locais de exibição:

Rio de Janeiro: Caixa Cultural (de 07 a 13 de dezembro) Av. Almirante Barroso, 25

tel.: (21) 2262-8152

Entrada franca.

São Paulo: Sala Cinemateca e CineSesc (de 01 a 10 de dezembro)

Brasília: Cine Academia (de 05 a 11 de dezembro)

Recife: Fundação Joaquim Nabuco (de 10 a 17 de dezembro).