Fotógrafos carioca e canadense clicam suas cidades em caminho inverso

Separadas por quase 8,3 mil km de distância, Rio e Toronto são as cidades participantes da quarta edição do projeto “Olhares cruzados – imagens de duas culturas”, uma exposição de fotografias em cartaz até amanhã na sede do Arquivo Nacional e no Espaço Cultural CCR Barcas, na Praça XV. Através de 60 cliques feitos por profissionais dos dois países é possível apreciar imagens, ângulos e cores particulares do Brasil e do Canadá.

Nesta quarta edição – inédita na Cidade Maravilhosa -, a carioca Ana Rodrigues passou uma temporada em Toronto enquanto o canadense Robert DiVito fez o trajeto inverso. Nas duas situações, o visitante era ciceroneado pelo anfitrião. “Foi uma experiência muito rica, de troca intensa pois sempre é muito interessante acompanhar o trabalho de um colega, de outra cultura, ver como ele trabalha”, conta Ana.

Em sua passagem de sete dias por Toronto, a fotógrafa disse ter visto uma cidade dominada pela pluraridade. “Toronto abriga pessoas de toda parte do mundo, abertas a serem felizes”, conta Ana que, em sua imersão, apaixonou-se pelo lago e suas praias, pela culinária mas, acima de tudo, pelas pessoas.

Por sua vez, conta ela, DiVito lamentou o prazo apertado porque não conseguiu sair do eixo Zona Sul-orla. “Ele queria muito ter ido trabalhar na Zona Norte, mas ficou muito satisfeito com o resultado e vivia dizendo que quando eu fosse para Tornto não teria tanta coisa legal para registrar, mas ele se enganou”, diz a fotógrafa.

“Os fotógrafos convidados captaram em detalhes as nuances das duas cidades. Eles foram escolhidos devido aos seus trabalhos de sucesso e história pessoal. Vimos que ambos conseguiram agregar um olhar especial e diferenciado nas fotos”, afirma Paulo de Castro Reis, diretor de Relações Institucionais da Câmara de Comércio Brasil-Canadá, idealizadora do projeto.

----

SERVIÇO

OLHARES CRUZADOS: IMAGENS DE DUAS CULTURAS

Arquivo Nacional (Praça da República, 173 - Centro - Tel: 2179-125) e ESpaço CCR Barcas (Praça XV de Novembro, 21 - Tel: 3873-9500) - Até amanhã - das 10h às 17h - Entrada franca