Documentários musicais para todos os gostos

.

...
Credit......

Com a estreia de ‘Beatles: Get Back’ - o documentário sobre os ensaios e gravações do que viria a ser o filme ‘Let it be’ -, a oferta de bons docs de música nos serviços de streaming melhorou consideravelmente. A produção do Disney+, com direção de Peter Jackson (trilogia ‘O Senhor dos Anéis’), foi compilada a partir de 56 horas de material filmado e cerca de 150 horas de gravações nunca mostradas antes, que foram digitalmente remasterizadas. O que resultou em duas partes que somam mais de 4 horas de duração.

A plataforma irmã do D+, o Star+, tem em seu catálogo outro doc bastante interessante: ‘McCartney 3, 2, 1’, que no formato de minissérie em seis capítulos mostra uma conversa entre produtor Rick Rubin (RHCP, Beastie Boys) e o eterno ex-Beatle, a partir de fitas masters de áudio, nas quais Macca vai contando histórias sobre determinadas músicas de sua carreira solo, com o Wings e com os Beatles. Algumas histórias chegam a emocionar, mesmo aos não fãs.

 

Macaque in the trees
O cultuado Velvet Underground é assunto de documentário do AppleTV+ (Foto: divulgação)

 

Mas há muito mais que Beatles nas plataformas. O HBO Max, por exemplo, tem o primeiro episódio de uma série chamada ‘Music Box’ que conta da malfadada edição de 1999 do mítico festival de Woodstock. Teve de tudo nela, menos paz e amor. Muita desordem, brigas e um final catastrófico.
Já o AppleTV+ acena com o doc sobre a cultuada banda americana The Velvet Underground (de onde saíram Lou Reed e John Cale), que, em sua época, foi um fracasso absoluto. Mas depois virou referência e influenciou várias bandas dos anos 80 em diante. Apadrinhada por Andy Warhol, Velvet foi mais do que uma experiência artística. E seu álbum de estreia, o famoso ‘disco da banana’, é um dos mais importantes da história do rock. O documentário é dirigido por Todd Haynes, do filme glam ‘Velvet Goldmine’.

O AppleTV+ tem também o excelente doc ‘Beastie Boys story’, sobre o trio de hip-hop americano Beastie Boys; as minisséries ‘1971: o ano em que a música mudou’, que mostra como 1971 foi um ano-chave para o rock; e ‘Mark Ronson e a evolução do som’, no qual o produtor que lançou Amy Winehouse conversa com artistas sobre música. E o especial ‘Billie Eilish: the world´s a little blurry’, sobre a jovem e talentosa cantora, que tem também um especial no Disney+ (no qual se apresenta com a filarmônica de Los Angeles).

Recentemente, o Paramount+ lançou o especial ‘Madame X’, misto de filme e show com Madonna, no qual a artista faz uma espiã russa, com tapa-olho e tudo. Já o Netflix tem em seu catálogo o fabuloso doc de Martin Scorsese, sobre uma tumultuada turnê de Bob Dylan, ‘Rolling Thunder Revue: a Bob Dylan Story by Martin Scorsese’, que aconteceu em 1975.
Mas tem muito mais. Basta procurar...

 

STREAMINGS+

* O Prime Video lança hoje ‘LOL: se rir, já era!’, nova série Original Amazon, com apresentação de Tom Cavalcante e Clarice Falcão. Trata-se da edição brasileira do reality mexicano ‘LOL: last one laughling’. Os participantes se desafiam para ver quem consegue ficar sem rir e, ao mesmo tempo, tentam fazer seus oponentes gargalharem. A última pessoa que restar, ganha R$ 350 mil, que serão doados para uma instituição de caridade.

* Estreia no Star+ ‘Reservation Dogs’. Criada por Taika Waititi e Sterlin Harjo, a série acompanha quatro adolescentes de descendência indígena em um conjunto habitacional, em Oklahoma. Eles cometem pequenos delitos para juntar dinheiro e ir para a Califórnia. Os jovens atores são indígenas.

 

Macaque in the trees
'Reservation dogs': série estrelada por jovens atores nativos americanos (Foto: divulgação)

 

* A HBO Max anuncia a série ‘Onda boa com Ivete’, estrelada por Ivete Sangalo, em produção. Em cada episódio (serão cinco) Ivete recebe músicos para um bate-papo. São eles: Agnes Nunes, Carlinhos Brown, Iza, Gloria Groove e Vanessa da Mata.

* ’Um Tanto Mais’ é um drama familiar que acompanha a relação de um pai e um filho que, após 7 anos distantes, tentam se reconectar. Mas à mesa de jantar, além das boas lembranças, retomam mágoas, cobranças e um tanto mais de coisas que precisavam ser ditas. O ator Andriu Freitas dá vida ao filho e o veterano da TV e teatro Marcos Breda personifica o pai. O potiguar Matheus Petrovich assina a direção e o roteiro que classifica como autoficcional, ao mesmo tempo que conta um pouco de sua experiência; verdade e ficção se misturam nessa história que é um tanto de todos nós. O filme está disponível digitalmente no canal do YouTube da produtora Pirata Filmes.

 

Redes sociais: @tomleao



...
O cultuado Velvet Underground é assunto de documentário do AppleTV+
'Reservation dogs': série estrelada por jovens atores nativos americanos


Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais