Mulheres (algo loucas e) no comando

.

...
Credit......

Cada vez mais, nos filmes e séries atuais, as mulheres têm papéis de destaque, deixando de ser apenas o colírio para filmes dominados por machos ou fazendo personagens submissos. E produções recentes, como o longa “Cruella” - a história de origem de uma das mais fascinantes personagens do universo Disney -, as séries “The Flight Attendant” (HBO Max) - sobre aeromoça às voltas com um misterioso assassinato -, e “I May Destroy You” (HBO) - sobre jovem que toma um ‘boa noite cinderela’ e é estuprada -, mostram tipos fortes. E meio loucos.

Depois de estrear nos cinemas e ficar disponível no Premium Access, do Disney+, apenas para quem pagasse um extra, “Cruella” já está disponível para todos os assinantes. O que fica patente, logo de cara, é que não é uma produção Disney rotineira. Com um visual que lembra filmes de Tim Burton, e uma trilha sonora incrível (com rocks e pops dos anos 60/70), o filme sai um pouco do padrão família do Mickey, e tem em Emma Stone a interprete perfeita. É mais do que infanto-juvenil.
Passado na Londres dos dias atuais, a minissérie “I May Destroy You” traz questões bem sérias e pertinentes aos tempos modernos. A partir do estupro da protagonista, Arabella (Michaela Coel, também autora do roteiro), fala sobre consentimento sexual, de como namoros e relacionamentos ganharam uma nova dinâmica nos dias de hoje. E como fazer a distinção entre o que é liberação e exploração. É um tema espinhoso. Mas Arabella (que é uma espécie de celebridade da internet e está escrevendo um livro) trata isso com algum humor. Colocando tudo em perspectiva.

Macaque in the trees
I May Destroy You: Arabella é um tipo formidável (Foto: divulgação)

Macaque in the trees
Flight Attendant: mistura de comédia e drama (Foto: divulgação)

Macaque in the trees
Cruella: Emma Stone está perfeita no papel (Foto: divulgação)

Já “The Fligh Attendant” se equilibra entre o drama e o humor negro, ao mostrar Cassie, uma aeromoça complicada (Kaley Cuoco, a lourinha da série “The Big Bang Theory”), que, certa manhã, acorda numa cama de hotel ao lado de um camarada morto (degolado). Daí começa uma trama meio à la Hitchcock (a do inocente culpado), com a aeromoça tentando saber o que aconteceu, com todas as pistas levando para ela como a principal suspeita. Ela própria se questiona, já que bebeu todas e não sabe o que aconteceu. Tanto Kaley quanto Michaela estão concorrendo, em suas categorias (comédia e drama), ao prêmio Emmy de 2021.

STREAMINGS+

*Starzplay recorre na justiça e Disney fica impedida de usar a marca Star+ No Brasil. A Starz alega que as marcas Starzplay e Star+ (novo serviço de streaming da Disney, previsto para entrar no Brasil em 31 de agosto) são semelhantes e concorrentes diretos na área de streaming, podendo confundir o público. A Justiça de São Paulo decidiu no final de junho a favor da Disney na ação. Com o resultado, o grupo Disney não anunciou se adiará o lançamento.

*Pela primeira vez, desde 2019, Netflix perdeu assinantes nos EUA (na casa dos 300 mil). Tudo por conta da concorrência pesada da Disney e HBO, que oferecem serviços de streaming por preços inferiores. E o que a Netflix fez? Vai aumentar a assinatura!

*Express’ é a primeira série original da Starzplay produzida e filmada na Espanha, do criador de ‘Vis-a-vis’. Será exibido pela Starzplay na Espanha e na América Latina; e pela Pantaya, nos Estados Unidos.

*A ViacomCBS acaba de confirmar as edições de 2021 no Brasil do MTV MIAW e Meus Prêmios Nick. As cerimônias estão previstas para acontecer no segundo semestre. Ambos serão realizados em estúdio, como no ano passado, seguindo todos os padrões de segurança e higienização estabelecidos pela OMS.



...
I May Destroy You: Arabella é um tipo formidável
Flight Attendant: mistura de comédia e drama
Cruella: Emma Stone está perfeita no papel