‘Hit Parade’: tão bizarro quanto a realidade

.

...
Credit......

Equilibrada entre a comédia e o drama, a série original do Canal Brasil “Hit Parade”, criada por André Barcinski e dirigida por Marcelo Caetano, parodia uma determinada cena e momento musical brasileiro dos anos 80 (artistas populares e hits pré-fabricados, programas de auditório, etc). Exibido toda sexta-feira, às 22h30, no Canal Brasil, já está em sua reta final. Mas, quem gosta de maratonar, todos os 8 episódios estão disponíveis no serviço de streaming Globoplay. Com cerca de 40 minutos por episódio, a série é diversão garantida para quem quer ver algo diferente e bizarro.

Macaque in the trees
A trilha sonora de Hit Parade conta com canções originais, compostas por novos nomes da música brasileira (Foto: Divulgação)


A trama é centrada na trajetória dos produtores musicais Simão (Tulio Starling) e Lídia (Bárbara Colen, de “Bacurau”), que enfrentam o executivo de gravadora picareta Missiê Jack (Robert Frank). Simão é um cantor idealista (e chato para caramba, que canta músicas horrendas em barzinhos deprês), que tem dificuldades em se estabelecer no mercado fonográfico, justamente por seu idealismo, do tipo não quer ‘se vender’. Duro e sem futuro, Simão é convencido por sua mulher a procurar algum tipo de trabalho para ajudar nas contas da casa. Dessa forma, ele chega ao ladino produtor Missiê Jack, que o contrata para criar uma composição para o cantor brega Ivanhoé (a lenda Edy Star). A música acaba estourando nas paradas musicais. Mas a parceria entre compositor e produtor dura pouco. Os métodos de trabalho pouco éticos de Missiê acabam por transformar os dois parceiros em rivais.

Assim, Simão abre com Lídia sua própria gravadora, a Sensacional Discos. Se valendo de trapaças diversas, Simão e Missiê iniciam uma guerra para ver quem emplaca mais hits no topo das paradas dos anos 80. Um cantor americano que não fala inglês, um apresentador de TV apaixonado por boy bands (tipo Gugu), uma cantora sexy que quer ser a musa infantil (sub-Xuxa). São alguns dos personagens que estão nos oito episódios da série, que traz um humor algo negro e irônico.

Ambientada na década de 80 (daí a sua fotografia ‘pobre’, com cara de TV antiga ou fita de VHS), a série conta com as participações especiais dos cantores Ovelha e Maria Alcina, além de Edy Star. O jornalista e criador da série, André Barcinski (que já produziu uma série documental sobre o assunto, “História Secreta do Pop Brasileiro”, disponível no Prime Vídeo), conta onde buscou inspiração para idealizar “Hit Parade”:

"Na música, os anos 80 são vistos como uma época de néon, flúor e canções escapistas e alegres. Mas eu queria mostrar o outro lado daquele período, quando a indústria da música no Brasil era um covil de talentosos oportunistas. A série que Marcelo e eu fizemos trata da luta pelo sucesso em meio a trambiques, traições e enganações em geral. Eu acho este um universo fascinante", disse Barcinski ao JB.

A trilha sonora conta com canções originais, compostas por novos nomes da música brasileira, e por Hélio Costa Manso, que foi diretor das gravadoras RGE e Som Livre nos anos 80 -- e fez sucesso como o falso gringo Steve Maclean (do hit “Summer Holiday”). “Hit Parade” é uma gostosa viagem num tempo que, visto hoje, parece coisa de ficção-científica.

STREAMINGS+

Macaque in the trees
A série "Power Book III: Raising Kanan" chega à Starzplay no dia 18 de julho (Foto: Divulgação)

*Lá vem mais um serviço de streaming: o Discovery+, que nos EUA faz parte do pacote HBO Max, anunciou que chegará ao Brasil, em separado, em setembro. O canal oferecerá mais de 40 títulos originais.

*Enquanto isso, o Grupo Bandeirantes lançou o canal Sabor & Arte, dedicado totalmente à gastronomia. Este não será por streaming, mas à moda antiga, nas operadoras de TV paga/cabo/satélite Claro e Oi.

*O ‘Universal+’, plataforma de conteúdo on demand da NBCUniversal Brasil, disponível dentro dos serviços Globoplay + Canais ao vivo e Canais Globo, está com as seis temporadas de “Lost” na íntegra.

*A série “Power Book III: Raising Kanan” chega à Starzplay no dia 18 de julho. Prequel da série original, a nova produção conta a história de origem de Kanan Stark, personagem vivido pelo rapper 50 Cent em “Power”, e é ambientada em 1991, em Nova York.

*O documentário “A Batalha por Britney Spears” (‘The Battle For Britney: Fans, Cash and a Conservatorship’) chegou ao Sky Play, plataforma de vídeo sob demanda da Sky, e na DirecTV GO, bem a tempo de pegar o assunto do momento, envolvendo a cantora pop às voltas com problemas jurídicos com o seu pai.



...
A trilha sonora de Hit Parade conta com canções originais, compostas por novos nomes da música brasileira
A série "Power Book III: Raising Kanan" chega à Starzplay no dia 18 de julho