‘O Método Kominsky’ e ‘Pose’: duas boas séries que souberam acabar por cima

.

...
Credit......

Saber encerrar alguma coisa na hora certa é um dom. Sobretudo quando se trata de séries. Mesmo que deixe os fãs na saudade, melhor acabar na hora certa do que ficar empurrando com a barriga, só para agradar ou capitalizar (que o diga a sensacional “Fleabag”). E duas séries americanas que encerraram carreira recentemente, “O Método Kominsky” (Warner/Netflix) e “Pose” (FX/Star Premium, e um ano depois, Netflix), souberam dar bons desfechos às suas tramas, com apenas três temporadas cada, e poucos episódios.

Macaque in the trees
O Método Kominsky se passa em outro mundo, completamente diferente (Foto: Divulgação)

Por conta da pandemia, “Pose” ficou quase dois anos fora do ar, e voltou, no mês passado, para seu último desfile na passarela, com apenas sete episódios perfeitos. A série, baseada no documentário “Paris is Burning” (1990), que cobria a cena drag de Nova York, bem como seus espalhafatosos bailes - que deram origem à dança vogue, depois apropriada e divulgada por Madonna -, foi muito além de seu ponto de partida. Passada entre a segunda metade dos anos 80 e a primeira dos 90s, mostra como a chegada da aids mudou completamente a vida da comunidade homossexual, e como eles precisaram se unir ainda mais para enfrentar barreiras e preconceitos. “Pose” é a primeira série 80% estrelada por atores LGBTQ+, e revelou o espetacular Billy Porter, que já tinha carreira longa na Broadway, e também na música. Seu Prey Tell é dos mais marcantes personagens da TV.

Macaque in the trees
Pose ficou quase dois anos fora do ar, e voltou no mês passado (Foto: Divulgação)

Já “O Método Kominsky” (criação de Chuck Lorre, de comédias de sucesso, como “The Big Bang Theory”, aqui fazendo algo, digamos, mais adulto) se passa em outro mundo, completamente diferente. Originalmente, reunia dois velhos judeus rabugentos do meio do entretenimento de Hollywood: o ator frustrado que virou professor de atuação, Sandy Kominsky (Michael Douglas, ótimo), e seu melhor amigo, de cinco décadas, o agente de talentos Norman Newlander (Alan Arkin). A dupla rendia excelentes tiradas, a maioria delas fora do radar do politicamente correto.

Contudo, após duas temporadas, Arkin resolveu cair fora da série, sem maiores explicações, pegando todos de surpresa. Então, nesta reta final, o seu personagem, Norman, está morto (teve um ataque cardíaco) e, para fazer o pendant das tiradas grosseiras, volta à cena a hilária ex-esposa de Kominsky, Roz (Kathleen Turner, irreconhecível de seus tempos de femme fatale, e com ótima verve humorística), que ganha mais importância na trama.

Agora, Sandy precisa administrar a herança de Norman, já que sua filha e neto (Haley Joel Osment, o menino que via gente morta em “O Sexto Sentido”, agora um gorducho barbudo) são irresponsáveis; enquanto lida com o casamento de sua filha, Mindy, com um cara bem mais velho, Martin (o ex-galã da comédia de TV “Mad About You” Paul Reiser, agora careca e imenso). No fim dá tudo certo. E nós vamos ficar com saudades de personagens tão bacanas...

 

STREAMINGS+

Macaque in the trees
Betty conta a história de cinco mulheres jovens (Foto: Divulgação)

*Desde o começo da semana, parte da programação da rádio Tupi/RJ está sendo transmitida pela TV Max (canais 25 e 525 da NET/Claro) entre 6h e 15h (do “Show do Antônio Carlos” até o fim do “Cidinha Livre”).

*Por uma taxa extra, os assinantes do Prime Video (Amazon) agora podem acessar os canais Premiere que transmitem eventos esportivos, sobretudo futebol (Copa do Brasil, Brasileirão A e B, entre outros).

*Run:time é o nome da nova plataforma de streaming gratuito que acaba de ser lançada. São mais de cinco mil filmes e séries de TV, dublados ou legendados. O app está disponível nas SmarTVs Samsung e LG, e nos devices Fire Stick, Roku e na AppleTV. Também é possível assistir pelo PC e laptops/tablets.

*O Tastemade é um canal digital com centenas de horas de programação original, com séries de comida, viagem e entretenimento. O conteúdo está disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana, para telas de celular, computador e TV, em tastemade.com.br

*Estreia hoje, às 23h30, na HBO, a segunda temporada de “Betty”, produção que conta a história de cinco mulheres jovens que estão se autodescobrindo em meio ao mundo do skate, em Nova York.



...
O Método Kominsky se passa em outro mundo, completamente diferente
Pose ficou quase dois anos fora do ar, e voltou no mês passado
Betty conta a história de cinco mulheres jovens