Schitt’s Creek’: agradável surpresa

.

...
Credit......

Na última premiação dos Globos de Ouro (não sei quando teremos outra, parece que ano que vem não tem), chamou a atenção que uma desconhecida comédia (para nosotros aqui) tenha concorrido nas principais categorias e ganhado na maior delas: a de melhor série comédia ou musical do ano. Toda hora, o nome de alguém de ‘Schitt´s Creek’ era anunciado. E a gente ficava com cara de interrogação.

Agora, não mais. A série, que encerrou carreira no ano passado, está completinha no Paramount Plus, além de também ter entrado na programação do canal por assinatura Comedy Central. E realmente é uma agradável surpresa. Apesar de não manter o mesmo nível o tempo todo (afinal, foram 80 episódios divididos em seis temporadas), a hilária família protagonista, os Rose, logo nos conquista.

Macaque in the trees
A gente fica triste quando tem de se despedir da família Rose (Foto: Divulgação)

O mote é: família muito rica, comandada por um patriarca que se fez com um império de videolocadoras e sua esposa, uma atriz de novela de TV, de repente, se vê com uma mão na frente e outra atrás, quando tem problemas financeiros. Acabam perdendo tudo, e a única coisa que restou foi uma cidadezinha no sul do mundo (a Schitt´s Creek do título, um trocadilho em inglês para ‘lugar de merda’), que foi comprada por eles, quando não sabiam mais o que fazer com o dinheiro que tinham. E lá vão morar num motel.

O casal protagonista, Johnny e Moira Rose, é feito pelos impagáveis Eugene Levy (de ‘American Pie’) e Catherine O´Hara (‘Beetlejuice’), que já trabalharam juntos em filmes como ‘O Melhor do Show’ (‘Best in Show’, 2000) e ‘Os Grande Músicos’ (‘A Mighty Wind’, 2003), entre outras comédias, feitas em clima de falsos documentários, dirigidas pro Christopher Guest. A cumplicidade e química entre eles são perfeitas.

A família desajustada é completada por David (Dan Levy, filho de Eugene e cocriador da série) e Alexis (a incrível revelação Annie Murphy, que criou uma personagem realmente inesquecível e marcante). Dois irmãos que, a princípio, não se bicam. Ele, um gay que ainda não encontrou o amor. Ela, uma patricinha namoradeira, mas que se revela uma mulher esperta e de bom coração. David faz amizade com a atendente do motel, a sombria Stevie (Emily Hampshire, outra boa revelação da série); e Alexis vai experimentando os solteirões do local, que não são muitos.

E, assim, a vida segue, com eles tendo que se virar em empregos (os filhos jamais trabalharam, a filha sequer é formada) e conviver com os ‘capiaus’ da cidadezinha. Como a dona do café local, Twyla (Sarah Levy, também filha de Eugene); e, sobretudo, com Roland (Chris Elliott), o prefeito sem-noção da cidade, e sua esposa, a bobinha Jocelyn (Jennifer Robertson). No fim, a viagem vale a pena. E a gente fica triste quando tem de se despedir da família Rose. Agora, resta espera por algum comeback ou reunião.

STREAMINGS

Macaque in the trees
Até 27 de junho rola a 2ª edição da Mostra de Cinema Árabe Feminino (Foto: Reprodução)

*Ainda não se confirmou. Mas parece que a Amazon está se preparando para comprar a MGM. Será um negócio na casa dos $ 9 bilhões de dólares! O namoro já começou. A MGM já estava à procura de um comprador desde o fim do ano passado.

*Por outro lado, a AT&T, dona do grupo Time-Warner (do qual fazem parte marcas como HBO, CNN e TNT, além dos estúdios Warner Bros), anunciou a fusão com o grupo Discovery (dos canais de documentários), no que resultará num poderoso grupo de mídia. Assim, no futuro, os canais de streaming não oferecerão apenas séries e filmes, como atualmente. Mas, também, programas esportivos e diversos. É o caminho.

*Até 27 de junho rola a 2ª edição da Mostra de Cinema Árabe Feminino, que este ano será totalmente on-line. Uma seleção de mais de 40 filmes realizados por mulheres em países como Egito, Líbano, Palestina, Sudão, entre outros. O festival é 100% gratuito, e os filmes serão exibidos virtualmente no site www.cinemaarabefeminino.com.

*Estreia hoje, no Canal Brasil, às 22h30, a série “Hit Parade’, que mostra os bastidores da indústria musical dos anos 80. Com um pé na comédia e outro no drama, a série, criada por André Barcinski, terá todos os episódios disponíveis, a partir de hoje, nos serviços de streaming Canais Globo e Globoplay – com o primeiro episódio aberto para não assinantes por 7 dias.



...
A gente fica triste quando tem de se despedir da família Rose
Até 27 de junho rola a 2ª edição da Mostra de Cinema Árabe Feminino