Saúde & Alimentação

Por Wilson Rondó Júnior

[email protected]

SAÚDE E ALIMENTAÇÃO

Gema do ovo, o superalimento

Publicado em 04/03/2024 às 10:02

Alterado em 04/03/2024 às 10:02

Nunca desperdice a gema do ovo Foto: Reprodução

O ovo, depois de ter sido demonizado, agora é reconhecido como o alimento mais poderosos e rico em nutrientes, em especial pela sua gema, que é riquíssima em colina e apresenta inúmeros benefícios, como:

- redução da resistência à insulina
- atividade anti-inflamatória
- redução do risco cardiovascular
- diminuição do risco de câncer de mama
- prevenção de cirrose hepática não alcoólica
- importante no desenvolvimento fetal
- melhora a função cognitiva e memória
- mantém a estrutura das membranas celulares, pela produção de fosfatidilcolina
- melhora da função mitocondrial
- necessária na síntese de DNA
- redução de homocisteina

Pessoas que mais necessitam de colina
Gestantes: Colina é requerida para a correta formação do Tubo neural, desenvolvimento cerebral e visão saudável. Sua deficiência aumenta o risco de nascimento prematuro, bebê de baixo peso e pré-eclampsia.

Atletas: Para exercício de endurance e alto estresse físico, há necessidade de boa concentração de colina.
Excesso de consumo de álcool: Nesta condição, há maior requerimento de colina.

Veganos: É frequente apresentarem deficiência, pois não consomem ovos, vísceras e carne vermelha.

Riscos de só comer a clara do ovo
Por incrível que pareça, ainda vejo pessoas em cafés de academia, restaurantes, só comendo a clara do ovo, buscando objetivos de melhora da massa muscular e redução de peso.

Além disso, acreditam que a gema tenha gordura ruim, que gera ganho de peso e doença cardiovascular.
É exatamente o contrário, e veja os riscos desta pratica de desvio nutricional.

A clara do ovo é muito rica em triptofano, precursor da serotonina.

O que as pessoas não sabem é que excesso de serotonina, apesar de acreditarem ser ótimo para a saúde mental e humor, apresenta sérios efeitos desfavoráveis no nosso organismo.

Serotonina não é o hormônio da felicidade, e o que os estudos mostram é que ela destrói empatia, amor e sabedoria. Pode também gerar comportamento violento e até homicida.

Altas doses de serotonina podem causar fibrose pulmonar e cardíaca, distúrbio da tireoide e redução do metabolismo.

Portanto, não despreze a gema nunca.

Referências bibliográficas:
- Nutr Today. 2007; 42(4): 181–186
- Curr Opin Clin Nutr Metab Care. 2013 May; 16(3): 339–345
- J Biol Chem. 2002 Nov. 1;277(44):42358-65
- ARYA Atheroscler. 2011 Summer;7(2):78-86
- FASEB J. 2008 June;22(6):2045-2052
- Am J Epidemiol. 2004 July 15;160(2):102-9
- Am J Epidemiol. 2013 June 15;177(12):1338-47
- J Am Coll Nutr 2004 Dec.;23(6Suppl):621S-626S
- Eur J Appli Physiol Occup Physiol. 1993:67(1):87-91
- J Am Coll Nutr 2000 Nov.-Dec.:19(6):768-70
- J Exp Med. 1954 Dec. 1:100(6):615-27
- Int J Mol Sci. 2012;13(11):15401-15419

Dr. Wilson Rondó Jr.
CRM RJ 52-0110159-5
Cirurgião Vascular de formação e Nutrólogo
Registro nº 058357

Tags: