Saúde & Alimentação

Por Wilson Rondó Júnior

[email protected]

SAÚDE E ALIMENTAÇÃO

Alimentos e fortalecimento da saúde pulmonar

Publicado em 26/02/2024 às 07:43

Alterado em 26/02/2024 às 07:43

A sua saúde pulmonar é o melhor indicativo de longevidade, portanto, é algo que você precisa fazer bastante atenção.
Após os 40 anos, a função pulmonar começa a declinar, com maior ou menor velocidade dependendo de fatores ambientais como exposição a poluentes e hábitos de vida, em especial a dieta, atividade física e tabagismo.

Portanto, é fundamental enfatizar na sua dieta os melhores alimentos que ajudam a proteger e evitar o envelhecimento precoce dos seus pulmões.
São eles:

Polifenois
São uma classe de mais de 8.000 compostos produzidos por plantas, divididos em flavonoides e não flavonoides, dependendo da sua estrutura química, que se dividem em:
Flavonoides são os compostos como catequinas, epicatequinas, proantocianidinas, taninos condensados, antocianinas e quercetina.

Não-flavonoides o mais conhecido é o resveratrol, mas esta categoria também inclui álcoois fenólicos e elagitaninos.
Apresentam ação antioxidante e anti-inflamatório, além de reduzirem riscos de doenças crônicas.

Trata-se de compostos que geram as cores vibrantes, às frutas, vegetais, sementes que reduzem o risco de:

- hipertensão
- diabetes
- doenças cardíacas
- disfunção erétil
- câncer
- agregação plaquetária
- osteoporose
- disfunção cerebral

Antocianidina e proteção da saúde pulmonar
Ajudam a retardar os sintomas desfavoráveis da doença pulmonar obstrutiva crônica e manifestações do envelhecimento do sistema respiratório.
Lembre-se que a partir dos 30 anos, é quando começa o declínio da função pulmonar.

Esta situação de declínio mais rápido depende de fatores, tais como:
- alimentação refinada industrializada, carnes de animais confinados.
- falta de atividade física
- tabagismo
- exposição a poluentes
- patologias associadas

De acordo com estudo publicado na American Journal of Clinical Nutrition, em 2016, avaliou-se 463 adultos com idade média de 44 anos. Os parâmetros de avaliação relacionavam à dieta de cada um e um teste de espirometria (mede o volume de ar que você pode exalar após uma inspiração profunda).

Os participantes que ingeriam mais antocianinas tiveram um melhor resultado quando comparados com os outros que não ingeriam.

A conclusão dos autores do estudo é que a população em geral poderia se beneficiar com o consumo de mais frutas ricas nesses flavonoides, como:
– morangos, cerejas, mirtilos, cranberries, ameixas, framboesas, groselhas pretas, melancia, amoras, pêssegos, peras, maçã, cacau,
- pimentão, tomates, repolho roxo, batatas roxas
- chá preto, verde, branco e oolong

E o principal e único alimento que contém todos os polifenois (flavanoide e não-flavanoides) são as uvas roxas, vermelhas e brancas, especialmente quando passam pelo processo de fermentaçã.

Portanto, lembre-se que o vinho de qualidade contém todos esses elementos integrados, agindo em conjunto, potencializando seus benefícios terapêuticos além de neutralizar o efeito desfavorável do álcool.
Para isso, consuma o vinho como “prescrição médica”, ou seja, com moderação (1 taça por dia para mulheres e 2 taças por dia para homens), ou de acordo com orientação do seu médico.
Assim você certamente estará melhorando também a sua saúde pulmonar.

Referências bibliográficas:
- Food-info.net, Anthocyanins and Anthocyanidins
- Science Daily May 21, 2018
- Medicinenet.com May 21, 2018
- World’s Healthiest Foods, Flavonoids
- Linus Pauling Institute, Flavonoids
- Superfoodly, September 8, 2017
- Phenol-Explorer, Foods Containing Epicatechin
- Livro Meu doutor: O Vinho. 2022

Dr. Wilson Rondó Jr.
CRM RJ 52-0110159-5
Cirurgião Vascular de formação e Nutrólogo
Registro nº 058357

 

Tags: