Depressão: traga a sua tireoide de volta ao equilíbrio

...

...
Credit......

Estamos vivendo uma epidemia de depressão. Hoje, quase 80% das pessoas estão se sentindo mais deprimidas e estressadas do que há um ano atrás. Muitos me procuram para solucionar essa situação, e nessas condições uma das primeiras coisas que faço é verificar a tireoide.

Quando os hormônios da tireoide estão baixos, é muito frequente que essa pessoa esteja com depressão. De acordo com estudos, observa-se que pacientes tratados com medicação para tireoide tiveram melhoras dos seus sintomas de depressão, até mesmo quando eles usaram antidepressivos sem sucesso.
Milhões de pessoas são diagnosticadas com distúrbio tireoidiano, mas a imensa maioria tem o problema sem saber. Quando se faz o exame de sangue para tireoide, é frequente que ele esteja dentro da faixa que se considera normal, porém pode estar em deficiência tireoidiana subclínica. E nestas condições os seus sintomas podem passar desapercebidos, sendo atribuídos ao estresse, fadiga ou até parte do envelhecimento. A boa notícia é que você pode cuidar da sua tireoide de formas mas naturais.

 

Reequilibrando naturalmente a tireoide

Veja o que pode lhe ajudar:

Iodo: Indispensável para produzir hormônio tireoidiano. Tempere sua comida com sal marinho iodado, a maneira mais simples de obter o iodo. Além disso, você pode consumir plantas marinhas comestíveis que são ricas em iodo, como nori e wakame. Outra opção são os suplementos de óleo iodado ou cápsulas.

Musgo Irlandês: Esse nutriente rico em iodo proveniente do Mar Céltico contém um precursor vital do hormônio tireoidiano, além dos hormônios tireoidianos T3 e T4.

Guggul (Commiphora mukul): É um extrato natural da seiva da árvore de mirra indiana, utilizado na medicina Ayurvédica por mais de 2000 anos. Pela presença de guggulesteróis, promove aumento significativo da absorção de iodo pela tireoide. É contraindicado a pacientes com hipersensibilidade ao produto.

 

Ecologia intestinal

O equilíbrio da ecologia intestinal, além de influenciar a sua saúde, inclusive a tireoidiana, regula seus hormônios. Nos casos de disbiose intestinal, haverá desregulação da produção hormonal, o que consequentemente torna o metabolismo mais lento e sem energia.

 

Alimentos favoráveis

Óleo de coco: Com o seu consumo, haverá melhora da função tireoidiana. Se esse produto contiver vitamina A associada, os resultados serão melhores. No caso do hipertireoidismo, o óleo de coco também normaliza a função tireoidiana, caso você tenha uma tireoide hiperativa.

Manteiga de vacas criadas a pasto: Esta é outra excelente fonte de iodo e vitamina A, que influenciam positivamente na tireoide.

 

Alimentos desfavoráveis

Soja: Inibe a função tireoidiana. É encontrado na maioria dos alimentos industrializados e carne de animais confinados, pelo uso de ração rica em soja. Evite também o óleo de soja e suplementos de lecitina.

Brócolis, nabo e o repolho: Consumi-los com moderação, pela presença de glicosinolatos, pois comprometem a função tireoidiana.

 

Com essas dicas você certamente poderá cuidar da sua tireoide e da sua saúde mental de uma maneira mais natural.

Supersaúde!

_______

Referências bibliográficas:

•J Abnorm Psychol. 2019 Apr;128(3):185-199
•Encephale. 2004 May-Jun;30(3):267-75
•Arch Gen Psychiatry. 1993;50(5):387-393
•IJPCFeb/Mar 2007
•Cardiovasc Drugs Ther. 1994 Aug;8(4):659-64
•Biomed. Papers 149(1), 3–28 (2005)
•Bactérias que Causam Disfunção da Tireoide – www.DrRondo.com
•Óleo de coco: de volta para o futuro – www.DrRondo.com

Dr. Wilson Rondó Jr.
CRM RJ 52-0110159-5
Cirurgião Vascular de formação e Nutrólogo
Registro nº 058357

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais