O segredo escondido no vinho tinto para cicatrização da pele

.

JB
Credit...JB

Na antiguidade, há relatos de diversos reis que foram tratados pelos seus médicos usando o vinho tinto na recuperação e fechamento de feridas crônicas, como úlceras de perna em diabéticos tipo 2. Podemos citar Ambroise Paré, o cirurgião do rei da França na época, que aplicava cataplasma de vinho tinto sobre as feridas de guerra ou úlceras dos seus pacientes. Já o médico particular do rei sol, o célebre Dr. Fagon, recomendava ao seu ilustre paciente compressas de vinho tinto para limpeza e cicatrização de úlceras.

Em 1697, já se encontrava na Farmacopéia Universal a receita do uso do vinho tinto para limpeza de feridas e retirada de secreções. Hoje nós compreendemos a razão para isso: as conhecidas propriedades antissépticas e bactericidas do vinho, particularmente contra os staphylococcus aureus.

Os pesquisadores têm investigado essas propriedades de reparação de pele há anos, concluindo que realmente o resveratrol – um flavonoide natural encontrado nas cascas de uva – tem impacto positivo na cicatrização de feridas, cicatrizes e redução do fotoenvelhecimento. Ela age aumentando a granulação nas lesões e estimula células tronco mesenquimais de fatores de crescimento, sendo, portanto, uma boa alternativa o seu uso tópico no cuidado diário da pele, além do tratamento de várias doenças cutâneas.

Outro ponto importante é o gasto financeiro do tratamento para cicatrização de feridas, especialmente em diabéticos, obesos, tabagistas, ou que tenham má circulação, além de deficiência nutricional. A Medicare Americana estima que gasta-se bilhões de dólares por ano com o cuidado dispensado nos tratamentos de feridas crônicas, inclusive com infecções frequentes. Com isso, o uso do resveratrol pode ter um impacto positivo, tanto no resultado terapêutico – como os estudos mostram – quanto nos custos financeiros.

Esses benefícios para a saúde são confirmados em pelo menos 41 estudos recentes. Em publicação de 2020 ficaram evidentes seus benefícios na cicatrização de feridas de forma dose-dependente. Ainda nesse mesmo ano, houve novas comprovações sobre o resveratrol, onde o autor afirma: “As evidências sugerem que o resveratrol tópico pode ser uma alternativa de grande valia não só para o cuidado da pele, mas também para a prevenção e tratamento de vários distúrbios cutâneos”.

Então, se você é um amante de vinhos, fica a dica de mais esse benefício – não bebendo-o de fato, mas usando-se para tratamentos de pele. E se for beber, sempre evite os excessos, que podem prejudicar sua saúde. Como sempre digo, vinhos naturais e de procedência tem efeitos positivos apenas quando são consumidos moderadamente. Um brinde e Supersaúde!

 

_______


Referências bibliográficas:
•Laboratory Investigation, 2021
•Value in Health, 2018;21
•Journal of Dental Research, 2010;89(3)
•Wound Source, September 29, 2016
•Modern Care Journal, 2017;14(4)
•International Wound Journal, 2021
•Artificial Cells, Nanomedicine, and Biotechnology, 2020;48(1)
•Evidence Based Complementary and Alternative Medicine, 2020;2020
•Mais um benefício do vinho: resveratrol também melhora função cerebral – www.DrRondo.com
•A Ciência e os Benefícios por trás da Noite de Queijos e Vinhos – www.DrRondo.com
•Afinal: O Vinho é bom ou ruim para você? – www.DrRondo.com

Dr. Wilson Rondó Jr.
CRM RJ 52-0110159-5
Cirurgião Vascular de formação e Nutrólogo
Registro nº 058357

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais