O Outro Lado da Moeda

Por Gilberto Menezes Côrtes

[email protected]

O OUTRO LADO DA MOEDA

Ata do Copom não trouxe mudanças

Publicado em 06/02/2024 às 17:10

Alterado em 06/02/2024 às 19:34

A ata do Copom não trouxe mudanças na mensagem geral sobre condução da política monetária, assim como o comunicado quase inalterado que foi divulgado na semana passada. No entanto, as autoridades acrescentaram algumas observações de viés mais duro ao avaliarem como o cenário evoluiu desde a reunião anterior – particularmente no que diz respeito à atividade econômica.

Recebeu destaque a possibilidade de que o arrefecimento esperado à frente se revele menos intenso, em resultado de uma renda das famílias mais robusta devido a aumentos do salário mínimo, de benefícios sociais e a um mercado de trabalho apertado. Foi também mencionado que os mercados de crédito e de capitais estão demonstrando maior dinamismo.

No que diz respeito à inflação, o comitê observa que há um potencial transbordamento das inflações de alimentos e bens industriais (fatores temporários de oferta) para o componente de serviços, mas com pressão de ganhos salariais acima da inflação (possivelmente, uma questão mais duradoura de demanda).

Esses são ajustes que poderiam passar despercebidos em uma reunião mais agitada, mas os enxergamos como os destaques de hoje. Eles não alteram a nossa avaliação geral de como o ciclo de flexibilização irá caminhar. Mantemos nossa expectativa de manutenção do ritmo de 50 pontos base nas próximas reuniões, e de taxa Selic em 9,00% a.a. ao final do ciclo.

Tags: