Simplicidade e romance na roupa masculina

.

...
Credit......

À medida que no mundo civilizado as vacinas vão abrandando a força do Covid, a normalidade se expressa nas novas ideias de morar, vestir, comer, trabalhar. Uma prova da esperança de dias mais saudáveis é a abertura de várias fronteiras na Europa e América para países que pelo menos tentam seguir oficialmente os protocolos certos.
Mas a prova mais próxima dos temas da nossa coluna é a roupa masculina, em plena semana de lançamento na Europa e em tendências previstas pelo Oriente.

Destaque: Zegna

Ermenegildo Zegna, uma das grifes mais elegantes do setor masculino, acaba de apresentar um fashion vídeo filmado na Italia, entre os monumentos tradicionais do seu país, grandes arenas, muros semidestruídos. Alessandro Sartori, diretor criativo da marca, se inspirou nos tempos atuais, para que suas roupas reflitam os novos movimentos, padrões e comportamentos do homem moderno.
É uma coleção de verão, mas mostra que há a nova proporção do casaco mais longo, em tecidos leves como o linho. O couro também aparece em blusões amarrados por tiras de couro fino. Nada de sapatos pesados, a maioria dos looks lembra tênis sem cadarço. O pensamento do autor foi “desenvolver peças inventivas, mas fáceis de usar, para vestir sem esforço. Esta é a chave do novo estilo”.

Neste link você encontra o desfile, na íntegra.

Macaque in the trees
Uma lembrança dos anos 1970, no look de camisa longa e calça, originalmente criados com a marca Lothar (Foto: divulgação/Zegna)

Macaque in the trees
Estilo macacão, mangas largas e soltas, em azul claro, para o homem de cabelos longos (Foto: divulgação/Zegna)

Macaque in the trees
Fácil de vestir, cor sóbria, um verde floresta, um dos looks favoritos de Alessandro Sartori, diretor criativo da Ermenegildo Zegna (Foto: divulgação/Zegna)

Macaque in the trees
A nova proporção, mesmo em coleção de verão, o três peças, com casaco longo. Tons terrosos, típicos da Italia (Foto: divulgação/Zegna)

Macaque in the trees
Três pontos fortes: o uso do linho na roupa, o sapato sem cadarço, com característica de tênis e a bolsa retangular, que guarda e protege o notebook (Foto: divulgação/Zegna)

Jovens poetas
Nem street, nem esporte. A maior influência na roupa jovem é o Trovador! O poeta da Idade Média, o cantor das ruas! Há ideias na coleção Céline, assinada pelo genial Hedi Slimane e a maioria nas criações japonesas e coreanas. Cabelos longos voltam com força, calças estreitas como leggings, camisetas oversized. Uma proporção romântica, teórica, que vai trazer cores sóbrias contrastando com detalhes coloridos, impressões de poemas ou versos de canções nas camisetas e blusões.

 

Macaque in the trees
Recorte de tendências em estúdio de pesquisa oriental mostra propostas do estilo Trovador Desenvolvido por Hedi Slimane para Céline (Foto: divulgação)



...
Uma lembrança dos anos 1970, no look de camisa longa e calça, originalmente criados com a marca Lothar
Estilo macacão, mangas largas e soltas, em azul claro, para o homem de cabelos longos
Fácil de vestir, cor sóbria, um verde floresta, um dos looks favoritos de Alessandro Sartori, diretor criativo da Ermenegildo Zegna
A nova proporção, mesmo em coleção de verão, o três peças, com casaco longo. Tons terrosos, típicos da Italia
Três pontos fortes: o uso do linho na roupa, o sapato sem cadarço, com característica de tênis e a bolsa retangular, que guarda e protege o notebook
Recorte de tendências em estúdio de pesquisa oriental mostra propostas do estilo Trovador Desenvolvido por Hedi Slimane para Céline