Jornal do Brasil

Ciência e Tecnologia

Estatal russa usará robô para explorar minerais no fundo do Ártico

Jornal do Brasil

A empresa estatal russa Rosatom quer desenvolver de uma instalação robótica para extrair minerais raros e de exploração difícil do fundo do Ártico, informou a Fundação para Pesquisa Avançada (FPI) da Rússia à Sputnik neste domingo.

O chefe do grupo de projeto do FPI, Viktor Litvinenko, especificou que os clientes do sistema automatizado seriam a Rosatom e sua subsidiária JSC Atomredmetzoloto (ARMZ Uranium Holding).

Macaque in the trees
Geleira (Foto: Sputnik)

"Este projeto irá complementar o nosso trabalho sobre o desenvolvimento do Árctico… Tal tecnologia essencialmente não existe… Será um projeto bastante desafiador para a ARMZ explorar debaixo de água, onde existem enormes reservas sólidas de minerais e difíceis de recuperar. Agora, estamos trabalhando com eles. Talvez outros parceiros se juntem a nos", disse Litvinenko.

 

Ele observou que a instalação robótica seria baseada no projeto Iceberg, já existente, que prevê a criação de complexos autônomos separados para o desenvolvimento de campos de hidrocarbonetos para empresas de petróleo e gás.

"Portanto, alguns dos componentes já foram criados. Veremos o que está faltando e o que poderia complementar um grande conjunto de nossos sistemas autônomos", acrescentou Litvinenko.

Rosatom é a empresa estatal russa, responsável pelo complexo energético nuclear do país.



Recomendadas para você