OMS vai marcar primeiro Dia Mundial da Hepatite em 28  de julho

Mais de 130 milhões de pessoas estão vivendo com hepatite C crônica em todo o mundo

Neste 28 de julho, a Organização Mundial da Saúde, OMS, marcará o primeiro Dia Mundial da Hepatite.

O objetivo é aumentar a conscientização e o entendimento sobre o vírus da hepatite e as doenças causadas por ele.

Prevenção e Controle

A OMS irá pedir a governos de todo o mundo que reforcem ações de prevenção e controle.

A agência da ONU também quer que a cobertura para a vacina contra a hepatite B seja ampliada. O Dia Mundial da Hepatite também servirá como plataforma de coordenação da resposta global à doença.

De acordo com a Associação Brasileira dos Portadores de Hepatite, há três tipos da doença: hepatite A, B e C. A hepatite C, por exemplo, é causada pelo vírus HCV.  A contaminação se dá através de sangue contaminado.

Complicações no Fígado

A doença tem cura e pode ser tratada com antivirais. Apesar de pesquisa, ainda não há vacina para evitar a infecção.

Os países com os maiores números de casos de hepatite C são Egito, Paquistão e China. A Organização Mundial da Saúde informou que mais de 130 milhões de pessoas têm hepatite C crônica, e que 350 mil pacientes morrem da doença todos os anos após complicações no fígado.