Mercado de tablets pode chegar a US$ 49 bilhões até 2015

O recente mercado de tablets, que nasceu em 2010 com o advento do iPad, da Apple, vai crescer e ser um negócio de US$ 49 bilhões até 2015 segundo levantamento da Strategy Analytics. De acordo com a pesquisa, o mercado dos tablets será o terceiro maior segmento de consumo de eletrônicos, atrás apenas das televisões e dos computadores pessoais. A previsão é de que 149 milhões de unidades sejam vendidas até 2015.

"Os tablets são um segmento de valor elevado do mercado de computação casual e está criando oportunidades enormes de crescimento para marcas como Apple e Samsung", disse o analista Neil Mawston. Espera-se que a Apple, com seu iPad, domine o mercado por anos, e que a Samsung Eletronics ocupe um distante segundo lugar. Curiosamente, Apple e Samsung subiram recentemente no ringue de batalhas judiciais envolvendo marcas e patentes. Na sexta-feira, a Apple deu entrada com uma ação no tribunal de San José acusando a Samsung de copiar não apenas sua tecnologia, como também o design do iPad em suas tablets.

As projeções de crescimento desse mercado variam muito: a previsão da Gartner, por exemplo, é de 249 milhões de unidades para 2015. Enquanto não existirem números mais concretos a respeito desse mercado tão novo, será assim. Por enquanto, estima-se que a Apple tenha vendido um milhão de iPad 2 na primeira semana do seu lançamento nos Estado Unidos. Já a Samgung pode ter vendido um número semelhante com seus modelos de Galaly Tabs no últimos três meses