3D ajuda pilotos a pousarem com segurança em desertos

 

O Laboratório de Ciência e Tecnologia do Ministério da Defesa do Reino Unido apresentou uma nova tecnologia que facilita a aterrissagem dos pilotos de helicópteros em solos com areia, como os encontrados nos desertos do Iraque e do Afeganistão, com a ajuda do 3D. A novidade foi divulgada no site do Ministério da Defesa do Reino Unido.

Cientistas do laboratório lideraram o desenvolvimento técnico do programa que diminui o "brownout", baixa visibilidade na aterrissagem de helicópteros causada pela areia, pela poeira ou pela neve circulando no ar no momento do pouso. Os resíduos fazem o piloto perder as referências visuais durante a descida ou a decolagem.

Com engenheiros da fabricante de helicópteros Agusta Westland, os profissionais do laboratório analisaram dados para entender o que acontece durante o "brownout" e identificar a causa. Eles também trabalharam para que o software faça uma avaliação rápida das soluções para a falta de visibilidade e para que simulasse a tentativa de pouso. Um display no capacete no piloto mostra uma representação virtual em três dimensões da área onde será feito o desembarque criada pelo software.

O tamanho das imagens que são mostradas no display do capacete vão sendo ampliadas, aproximando-as do tamanho real, e também fornecem informações relevantes que permitem que o piloto analise rapidamente a altura, a velocidade e vento. As informações enviadas ao piloto acabam substituindo a visão real do solo quando este está coberto pela areia ou pela poeira.

"O desenvolvimento do sistema vai permitir que os pilotos aterrissem com mais segurança nessas condições, dando melhores referências quando eles estariam cegos", disse o major britânico John Peters, que havia demonstrado muita preocupação com o pouso de helicópteros ingleses no Afeganistão.

A tecnologia já foi demonstrada em um evento para as forças armadas britânicas em Londres e foi aprovada pelos militares da Inglaterra. O sistema ainda precisa seguir todos os procedimentos de aprovação das autoridades britânicas para poder ser usado nos fronts do Afeganistão.