Dezenas de pessoas se aglomeram para o lançamento do 'Killzone 3' no RS

PORTO ALEGRE - Algumas dezenas de pessoas se aglomeraram em frente à loja da Sony no Barra Shopping, em Porto Alegre, no final da noite desta quinta-feira, para ter a oportunidade de serem os primeiros a comprar e jogar o mais novo lançamento para o console Playstation 3, o Killzone 3. No entanto, problemas de logística fizeram com que os compradores tivessem que esperar por mais de uma hora para receber o jogo.

Um dos mais empolgados era Felipe Fayal, 13 anos, que chegou por volta das 22h acompanhado dos pais. "Não saio daqui sem o meu jogo, quero ser o primeiro a comprar". Já os estudante André Vieira, 21 anos, que disse já ter passado 72 horas jogando versões anteriores do 'Killzone'. "O jogo é fora do normal, não é só sair matando, tem a questão tática, de estratégia", explica ao falar sobre os clãs dos quais faz parte para jogar no modo online.

Outro que aguardou por cerca de três hora para receber sua cópia foi o estudante Matheus Cassani, 17 anos, que gostou do jogo após ter acesso a uma versão demo Killlzone . "Eu gostei da demo e resolvi comprar por ser o primeiro jogo do PS3 a ser lançado em uma versão de português brasileiro, além dos gráficos e jogabilidade". O jovem estudante diz que já foi mais viciado em videogame, chegando a passar 24 horas em frente à televisão, mas agora prefere dividir seu tempo livre com a namorada, Melina Vaz, 17 anos. "Ele jogava muito tempo, eu até tentei apreender e jogava também para participar", disse a jovem.

O preço de R$ 199, não tão acessível para boa parte da população brasileira, fez com que alguns comparecessem ao evento só para jogar. O desenvolvedor Diego Kobe, 27 anos, diz que foi à loja só para ter a experiência de jogar um game em 3D. O assistente técnico Jonathan Rodrigues, 26 anos, também não tinha o PS3, mas já fazia planos para adquirir um. "Estou organizando as contas, mas logo vou conseguir comprar um", disse Rodrigues, afirmando ainda que a sua mulher, Aline, também é fã de games

Os primeiros a receber os jogo em mãos, por volta da 1h40 de sexta-feira, foram o analista de suporte Vitor Hubo Marques, 27 anos, e André Vieira, que posaram para fotos ao lado dos personagens ISA e o Helghast que eram representados por atores no local.