Zoo suíço apresenta filhotes de rara subespécie de leão

Portal Terra

DA REDAÇ O - O zoológico de Zurique, na Suíça, apresentou nesta quarta-feira (15) quatro filhotes do raro leão asiático (Panthera leo persica). Os animais nasceram no dia 14 de julho. As informações são da agência AFP.

A população na natureza é estimada por órgãos de proteção em 175 indivíduos. Segundo o site do zoo, são três fêmeas e um macho. A instituição afirma que foram sugeridos mais de 1,3 mil nomes para os filhotes, e os escolhidos foram: Kuvam (para o macho), Kalika, Keladi (nome de uma rainha indiana) e Kanya (nome de uma divindade indiana).

Segundo a organização WWF, o leão asiático já foi encontrado do Mediterrâneo à Índia, cobrindo a maior parte do oeste da Ásia, onde era conhecido como leão persa. Hoje, a subespécie é considerada em perigo de extinção e sobrevive apenas em um parque da Índia.

Já foi considerada pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês) como em perigo crítico de extinção, mas a situação foi reavaliada em 2008 devido à existência de um santuário para a proteção da subespécie e pelo fato de a população, apesar de pequena, estar estável.

Ainda de acordo com a IUCN, devido ao tamanho reduzido da população do animal e por estar isolado em um único local, o leão asiático pode desaparecer devido a algum evento não previsto, como uma doença ou um grande incêndio florestal. A ação do homem também é um problema. Foram reportados nos últimos anos casos de pessoas que incitavam a luta entre tigres e leões na Índia.

De acordo com a WWF, o leão asiático adulto costuma ter entre 2 m e 2,8 m, sem contar a cauda, e entre 200 e 275 kg. A população, de acordo com a IUCN, é de 175 indivíduos.