Sonda Cassini encontra material orgânico em lua de Saturno

Agência EFE

WASHINGTON - A sonda Cassini, um projeto conjunto da americana Nasa e da Agência Nacional Européia, encontrou material orgânico primordial 20 vezes mais denso que o esperado em Encélado, uma das luas do planeta Saturno, revelou hoje o Laboratório de Propulsão a Jato (JPL).

Além de vapor d'água, dióxido de carbono e monóxido de carbono, o material foi detectado pelo espectrômetro de íon e massa neutra de Cassini durante uma aproximação com Encélado em 12 de março, disse em comunicado o órgão da agência espacial americana.

Os novos mapas da lua mostram que, na região do pólo sul de Encélado, as temperaturas são mais altas e os materiais orgânicos são similares aos que poderiam ser encontrados em um cometa, segundo o JPL.

- Uma surpresa, totalmente inesperada, é que a química de Encélado, que surge de seu interior, é parecida com a de um cometa - disse Hunter Waite, principal responsável pelo espectrômetro no South West Researsh Institute do Texas.

Segundo o cientista, o fato de que esse material provenha do interior de uma lua provoca muitas dúvidas em relação à formação do sistema de Saturno.

- Indubitavelmente, Encélado não é um cometa. Estes possuem caudas e giram em uma órbita solar. A atividade interna de Encélado provém de seu calor interno, enquanto que a de um cometa provém da luz solar - explicou Waite.

- Esta lua tem calor, água e material orgânicos, alguns dos quais são essenciais para o surgimento de vida - indicou Dennis Matson, cientista do projeto no JPL.

- Temos a receita da vida em nossas mãos, mas ainda não encontramos o ingrediente final, água em estado líquido', acrescentou Matson.

Porém, as probabilidades de que surja algum tipo de atividade biológica como conhecemos na Terra são mínimas porque em Encélado não há oxigênio e nem chega luz solar, indispensável para a fotossíntese.

No entanto, o organismo da Nasa manifesta que não é totalmente impossível, pois na Terra existem ecossistemas exóticos similares nos quais existe vida.

Como exemplo, cita os micróbios que sobrevivem com a energia proveniente da interação entre diferentes tipos de minerais.

Esse tipo de ecossistema independe completamente do oxigênio ou do material orgânico produzido pela fotossíntese na Terra.

- Estes extraordinários ecossistemas microbianos são modelos de uma vida que poderia estar presente em Encélado - afirma o JPL.

Em sua última aproximação a Encélado, a sonda Cassini passou a apenas 48 quilômetros da superfície da lua, e uma manobra similar está prevista para agosto deste ano.