Descarte de lixo eletrônico é tema de debate no Rio

JB Online

BRASÍLIA - O descarte do lixo eletrônico e como lidar com o aumento desse tipo de lixo são assuntos em debate na versão 2008 da Semana de Inclusão Digital, promovida pelo Comitê para Democratização da Informática (CDI), que começou nesta terça-feira, e vai até sábado.

Estimado em 50 milhões de toneladas anuais, este tipo de descarte é o que mais cresce em escala global, com um elemento complicador: a toxicidade. Também está em discussão se cabe ao consumidor, às empresas ou ao governo assumir a responsabilidade na cadeia que leva ao descarte indiscriminado de material tóxico no planeta. Alguns países da Europa já dispõem de legislação regulando a questão do lixo tecnológico, mas no Brasil a discussão é recente.