Mulher que recebeu implante de tecido ovariano engravida pela 2ª vez

Agência EFE

COPENHAGUE - Médicos oncologistas dinamarqueses conseguiram pela primeira vez que uma mulher engravidasse, pela segunda vez, após receber um implante de tecido do ovário. O implante foi feito após a paciente ter se submetido a um tratamento contra o câncer, no qual os médicos utilizaram a técnica de retirar e congelar o tecido antes que a paciente recebesse o tratamento, para depois reimplantá-lo.

De acordo com o jornal 'Fyens Sitftidende', se trata do primeiro caso no mundo de uma segunda gravidez utilizando a técnica de congelar o tecido ovariano de uma paciente oncológica. Stinne Holm Bergholdt, natural da Odense (Dinamarca) e de 31 anos, que já deu à luz a uma criança em 2007, não precisou de inseminação artificial para ficar grávida pela segunda vez. Ela teve um câncer nos ossos diagnosticado em 2004.

Antes de iniciar a quimioterapia, o tecido ovárico da paciente foi retirado e conservado congelado a 196 graus abaixo de zero até ser reimplantado no final do tratamento. Andersen e Erik Ernst, do hospital dinamarquês de Skejby em Aarhus, foram os oncologistas encarregados de realizar a intervenção com essa técnica. Segundo o 'Fyens Stistiftende', outras quatro mulheres no mundo deram à luz uma vez após terem se submetido a um reimplante do tecido ovariano e superar um câncer.