Camaleão não troca de cor para se camuflar, diz pesquisa

JB Online

MELBOURNE - Camaleões mudam de cor para se tornarem mais visíveis, contrariando o senso comum de que se camuflam para se esconder na paisagem através do mimetismo, diz estudo de cientistas australianos e sul-africanos divulgado pela rede BBC Brasil.

De acordo com a revista científica PLoS Biology, cientistas dizem que o motivo era transmitir mensagens a outros camaleões.

- Nossa pesquisa sugere que os camaleões desenvolveram esta mudança de cores para transmitir mensagens, repelir rivais ou atrair parceiros, e não para mimetizar-se a uma maior variedade de ambientes - disse o co-autor do estudo, Devi Stuart-Fox, da Universidade de Melbourne.

A equipe observou 21 espécies de camaleões-anões sul-africanos (Bradypodion spp), a fim de comparar suas habilidades de mudança de cores e considerar suas relações evolutivas.

Como os camaleões têm sistemas visuais distintos do dos humanos - eles possuem um tipo de cone sensível a raios ultravioleta (UV) - os pesquisadores tiveram antes de identificar o que os camaleões estavam vendo.

- Medimos as cores com um espectrômetro, que mede tanto as cores quanto os raios UV, e combinamos isto com as informações sobre o sistema visual dos camaleões, para chegar a modelos de como eles percebem as cores - disse o pesquisador.

Os cientistas submeteram os camaleões a diversos "duelos", e perceberam que as maiores mudanças de cores ocorriam quando os camaleões se socializavam.

- Se um macho é desafiado por outro macho, ambos começam a demonstrar suas cores mais brilhantes - até que um se dá conta de que o outro ganhará, e muda para uma cor submissa, mais escura - explicou Stuart-Fox.

Os pesquisadores também colocaram os répteis diante de passarinhos e serpentes, e estudaram como os animais mudavam sua cor em resposta a predadores.

- Descobrimos que as espécies de camaleões que mais mudavam sua cor tinham padrões mais visíveis a outros camaleões. Mas eles não possuíam uma gama tão vasta de cores para misturar-se ao ambiente em seu habitat - disse Stuart-Fox.

Para os pesquisadores, os resultados fortalecem a hipótese de que, em camaleões-anões sul-africanos, a habilidade de mudar de cores dramaticamente evoluiu como estratégia de facilitar a comunicação e a socialização, e não a camuflagem.