‘A mecânica é a identidade do game’

.

Divulgação
Credit...Divulgação

Movimentando bilhões de dólares anualmente, o mercado de games (jogos digitais) talvez seja o mais rentável no mundo do entretenimento, e muito mais agora nestes tempos de reclusão por conta na pandemia. Muita gente em casa, tédio, nada a fazer, e a saída tem sido lançar mão do computador ou do smartphone para se divertir. Para se ter uma ideia, pesquisas dizem que apenas em abril/2020, auge da pandemia, os gastos totais com jogos digitais no mundo foram de 10,5 bi de dólares. As opções são inúmeras, muitas de grande sucesso, outras nem tanto, o que nos faz imaginar: qual o segredo? O que faz um game imperdível, dono de acachapante sucesso, e outros nem tanto? A Betway, dona de um site de bets em eSports, conhecido em todo o mundo, publicou um texto sobre o assunto, muito interessante, em seu blog.

Leonardo Rocha, repórter do blog conversou com Matheus Martin, desenvolvedor de jogos e cofundador da Unbelievable Gameworks, e perguntaram quais os fatores podem influenciar o número de vendas - e acessos - de um game. Ele assegurou que não existe método infalível, que o mercado é muito amplo e que cada desenvolvedor “trilha seu próprio caminho”.

Matheus diz que “a mecânica é a identidade do jogo”, que muitos projetos de sucesso mantêm a mesma mecânica, só mudando as histórias, roteiros. Os jogadores não se interessam apenas pelo lado gráfico do jogo, mas pela mecânica. Ele cita como exemplo o League of Legends, que tem a mesma mecânica desde que nasceu. “Esses jogos trazem uma gama gigantesca de jogadores que vêm há anos jogando, então, mudar a mecânica é praticamente fazer um jogo novo, o que não vale a pena”.

Matheus também fala do mercado de games no Brasil, diz que não há investimentos no País e que falta um estúdio “que tenha audácia”. Que muitos desenvolvedores como ele precisam tirar dinheiro do próprio bolso para criar um jogo, e nem sempre isto é possível, pois é preciso muito dinheiro, na maioria das vezes. Veja abaixo o vídeo com a entrevista.

O post no blog da Betway também lista os jogos de mais sucesso e aqueles que fracassaram. Vejamos:

SUCESSOS

- Stardew Valley
- Minecraft
- Tetris
- Hollow Knight
- Among Us

FRACASSOS

- Duke Nukem Forever
- E.T. the Extra-Terrestrial
- Shenmue III
- Cyberpunk 2077

Fórmula mágica
Vinícius Munhoz, jornalista e especialista no assunto, afirma que a indústria de games está em constante mudança, assim como os próprios jogos. “Já vimos a ascensão e a queda de grandes jogos que criaram verdadeiras ‘tempestades’ no mercado, como Candy Crush, Farmville e outros que apostaram em uma ‘mecânica de vício’, trazendo uma fórmula acessível às plataformas, estimulando o usuário a não parar de jogar” (...) “Ter um alicerce consolidado e um marketing extremamente agressivo nunca fará falta. Não é à toa que franquias como Call of Duty, FIFA e Destiny vendem muito bem, ou Mario, God of War e outras séries são garotos-propagandas de seus consoles. Por outro lado, há jogos indies explodindo em popularidade, simplesmente pelo fato de terem fugido da mesmice.”