O que é uma VPN?

.

Foto: divulgação
Credit...Foto: divulgação

Provavelmente, você já ouviu falar destas três letras que servem para identificar uma rede para comunicações na internet construída com base em uma outra estrutura existente. E é por meio desta rede virtual que um canal seguro é criado para manter a integridade do fluxo de informações da sua conexão.

Talvez o conceito de VPN já esteja mais claro para você. Mas não se preocupe, nós só começamos.

Significado e abreviação de VPN


Sigla para Virtual Private Network (“rede virtual privada” em uma tradução livre e direta para o português), podemos compreender VPN como uma categoria de programas (software) voltados para estabelecer conexões privadas usando estruturas de rede pré-existentes.

Em termos simples, uma VPN é um mecanismo usado para criar um “canal seguro” (ou “túnel”) para melhorar a integridade das informações que você envia e recebe. Então, em essência, trata-se de um recurso de segurança digital/segurança cibernética que aumenta a proteção dos usuários em praticamente todas as suas atividades online.

Como uma VPN funciona?


Sempre que você se conecta à internet, o endereço (ou número) de IP (Internet Protocol, ou “protocolo de internet”) é seu principal identificador na rede. É por meio do endereço de IP que cada dispositivo é reconhecido no imenso oceano chamado internet.

E é por meio do seu IP que muitas informações suas são lidas na rede, como sua localização, por exemplo, além de históricos e registros das suas atividades online. E as informações da sua atividade na rede são vistas não só pelo provedor de internet, mas também por inúmeras empresas, mecanismos de busca (como Google), redes sociais, agências de governo e uma imensa quantidade de agentes que nem dá para imaginar.

Na era da informação, os dados de bilhões de pessoas valem dinheiro (e muito dinheiro). Então, basicamente, a VPN funciona criando um canal mais seguro e menos exposto para seu fluxo de dados.
Isto é feito por meio de protocolos mais fortes de segurança, ferramentas de criptografia (“codificação” dos seus dados) mais avançadas e uma série de outros mecanismos. Eles protegem a entrada e saída de dados, por meio desta criptografia, contra o monitoramento de terceiros, tornando a conexão menos vulnerável.
Uma VPN oferece vários servidores em diferentes locais do mundo. Quando você se conecta a um destes servidores, seu endereço IP é alterado e seu IP original é mantido em segredo. Isto permite um nível maior de privacidade para suas atividades online.

Benefícios de usar uma VPN


É possível listar vários benefícios do uso de uma VPN. Dentre os principais, definitivamente, está o fato de ter uma conexão mais segura e um nível muito maior de privacidade para suas atividades na internet.

Macaque in the trees
Conexão segura de internet com VPN (Foto: divulgação)

Anonimato e privacidade


Uma VPN profissional oferece uma lista ampla de servidores ao redor do mundo, permite proteger suas identificações reais (como seu IP e sua localização geográfica), oferece mecanismos de criptografia mais avançados e protege sua conexão contra monitoramento indesejável.

É este recurso, além de outros, que te permite ter um nível maior de anonimato e privacidade online. Mas é importante verificar, também, se a VPN que você escolheu possui alguma política de manter registros dos usuários. As opções mais profissionais não mantêm estes registros.

Segurança na internet


Além disto, uma VPN garante maior segurança contra malware (vírus) e várias formas de ataques, como phishing (que envolve mensagens e e-mails com links e/ou anexos infectados, além de páginas falsas na internet) – especialmente quando você precisar usar conexões públicas de Wi-Fi, já que elas possuem mais vulnerabilidades.

Burlando censura e restrições


Não podemos esquecer o fato de que, com uma VPN, você pode acessar uma série de conteúdos que podem sofrer restrições dependendo da sua região. Como estes mecanismos de restrição geográfica usam seu IP para fazer estas limitações, ao usar um servidor de outra região onde o conteúdo não está bloqueado você também consegue acessá-lo, burlando estas limitações.

Hoje, as ferramentas de VPN representam um dos recursos mais eficientes e disseminados para burlar ou reduzir os mecanismos de censura e repressão de conteúdo na rede.

O uso de uma VPN em diferentes dispositivos

 

Macaque in the trees
VPN pode operar em diferentes dispositivos (Foto: divulgação)

VPN’s podem ser usadas em diferentes dispositivos com sistemas operacionais diversos. As opções mais consistentes no mercado possuem versões projetadas para diferentes sistemas e equipamentos.

VPN no roteador


Você pode baixar e usar uma VPN individualmente em cada dispositivo que você quiser usar. Mas, se você quiser ampliar os benefícios de uma VPN para todos os aparelhos conectados a uma rede Wi-Fi, você pode configurar a VPN diretamente no roteador.

Desta forma, todos os dispositivos conectados na rede transmitida pelo roteador configurado estarão automaticamente protegidos, bastando também configurar a app/software para escolher as opções mais apropriadas de acordo com suas necessidades.

Configurar uma VPN diretamente no roteador não é o processo mais simples, mas há vários tutoriais explicativos e, no fim das contas, é algo mais efetivo do que ter de configurar a VPN individualmente em cada equipamento.

VPN no computador


Você também pode configurar uma VPN no seu computador desktop (ou notebook). Basta escolher uma boa opção no mercado e baixar a versão compatível com seu sistema operacional.

Basicamente, as funções de uma VPN são as mesmas, mas o desempenho, a qualidade e os recursos oferecidos variam de opção para opção – e também das configurações do seu equipamento e, claro, da qualidade da sua conexão.

VPN no celular

 

Macaque in the trees
VPN no celular (Foto: divulgação)

Também é possível configurar uma VPN não só no seu celular/smartphone, mas em outros dispositivos móveis, como um tablet. Você só precisa escolher a VPN que quer usar e fazer o download no seu dispositivo móvel, seja por meio do website oficial da desenvolvedora ou por algum canal de aplicativos, como a Google Play ou a App Store.

É importante baixar a versão compatível com o sistema operacional do seu dispositivo. As opções mais populares oferecem versões para os sistemas operacionais mais difundidos, como Android e iOS.

Como baixar uma VPN?


Você pode baixar uma VPN diretamente no site da empresa responsável pela criação e distribuição do software, ou em canais de aplicativos como a Google Play ou App Store.

Mas é preciso tomar cuidado com opções falsas. Há VPN’s que, na verdade, causam o efeito oposto: tornam sua conexão mais vulnerável, expõem seus dados e prejudicam sua conexão como um todo.

Em geral, as opções mais perigosas são aquelas que se apresentam como “gratuitas”, principalmente quando solicitam suas informações de cartão de crédito, por exemplo. Então, antes de fazer sua escolha e baixar qualquer coisa para o seu dispositivo, procure por análises para saber se a VPN é mesmo confiável e íntegra.

Conclusão

 

Macaque in the trees
Usar uma boa VPN (Foto: divulgação)

Se privacidade e segurança são palavras importantes para você, então é muito importante considerar usar uma VPN confiável, profissional, com boas avaliações por parte dos especialistas e dos consumidores em geral.

Usar uma boa VPN aumenta a integridade da sua conexão, melhora a criptografia dos seus dados e te garante um nível muito maior de privacidade quando você navegar na imensidão dos oceanos digitais. Mas é extremamente importante aliar o uso de uma VPN a boas práticas de segurança. Elas são ótimas ferramentas, mas não fazem mágica.

Manter seus sistemas, programas e aplicativos atualizados, usar um antivírus profissional, manter um firewall sempre ativo e adotar outros comportamentos responsáveis são passos essenciais para garantir sua segurança cibernética.



VPN é um mecanismo usado para criar um canal seguro
Conexão segura de internet com VPN
VPN pode operar em diferentes dispositivos
VPN no celular
Usar uma boa VPN