Cientista considera possibilidade de Marte ter cidade com 1 milhão de habitantes até 2100

.

Foto: Nasa
Credit...Foto: Nasa

Fundador e presidente da organização Sociedade Marciana e autor do livro "The Case for Mars" ("O Caso de Marte", em tradução livre), o engenheiro aeroespacial e escritor dos EUA, Robert Zubrin, considera "ambicioso" o plano de Elon Musk de enviar um milhão de colonizadores para Marte até 2050.

"Mas até lá podemos enviar mil pessoas, e elas criarão capacidades industriais e agrícolas em Marte para que mais pessoas possam ser sustentadas. Quanto mais pessoas forem a Marte e nascerem em Marte, mais rápido vamos expandir a nossa presença, tornamo-nos uma cidade em 2070, e uma cidade com milhão de pessoas ou até mais do que isso em 2100", opinou Zubrin em entrevista à agência de notícias Sputnik Brasil.

Respondendo à questão de se será possível evitar vítimas humanas durante o processo de colonização de Marte, o cientista indicou que "sempre há um risco na exploração, mas as grandes coisas não se alcançam sem coragem".

O multibilionário dono da SpaceX, Elon Musk, havia declarado anteriormente a sua intenção de iniciar voos tripulados para Marte até 2026, mas o especialista acredita que este plano será ajustado.

"É provável que isso aconteça até 2030. Provável que em 2026 ou 2028 Musk seja capaz de enviar foguetes Starship para Marte com carga ou missões robotizadas e começar a construção de uma base automatizada. Antes de enviar pessoas para lá, vamos precisar de usinas de energia, sistemas para gerar combustível a partir de oxigênio e água de Marte", enfatiza Zubrin.

Zubrin terminou a entrevista citando a famosa frase expressa pelo primeiro cosmonauta do planeta Yuri Gagarin: "Vamos nessa!"

Em 18 de fevereiro, no horário de Brasília, o rover Perseverance da NASA pousou em Marte. O pouso marca o sucesso de uma jornada de quase 480 milhões de quilômetros viajados no espaço como parte de uma missão para encontrar evidências de vida extraterrestre. (com agência Sputnik Brasil)