Pelé faz apelo por fim de guerra na Ucrânia em carta a Putin

O apelo foi divulgado no Instagram no dia em que a seleção ucraniana entrou em campo contra a Escócia em uma partida das eliminatórias da Copa do Mundo do Catar. A disputa foi adiada em março passado por causa da invasão russa

Foto: Ansa
Credit...Foto: Ansa

O ex-jogador Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, escreveu nessa quarta-feira (1º) uma carta aberta ao presidente das Rússia, Vladimir Putin, para pedir o fim da guerra na Ucrânia.

O apelo foi divulgado no Instagram no dia em que a seleção ucraniana entrou em campo contra a Escócia em uma partida das eliminatórias da Copa do Mundo do Catar. A disputa foi adiada em março passado por causa da invasão russa.

"Vladimir Putin, hoje a Ucrânia tenta esquecer, ao menos por 90 minutos, a tragédia que ainda acontece em seu país. Competir por uma vaga na Copa do Mundo já é uma tarefa difícil. E se torna quase impossível com tantas vidas em jogo", escreveu o craque brasileiro, que afirmou ter redigido "pessoalmente" o texto.

"Eu quero utilizar a partida de hoje como uma oportunidade de fazer um pedido: pare com essa invasão. Não existem argumentos que justifiquem a violência. Este conflito, assim como todos os outros, é perverso, injustificável e não traz nada além de dor, medo, terror e angústia. Não há razão para que ele perdure ainda mais tempo", acrescentou.

O tricampeão mundial, de 81 anos, enfatizou que "as guerras existem apenas para separar as nações e não há ideologia que justifique as balas de mísseis que enterram os sonhos das crianças, arruínam as famílias e matam os inocentes".

Em sua carta, Pelé lembrou que teve um encontro com Putin há cinco anos, antes da Copa do Mundo de 2018, quando trocou "sorrisos acompanhados de um longo aperto de mão".

"O poder de parar este conflito está em suas mãos. As mesmas que eu apertei em Moscou, em nosso último encontro em 2017", escreveu Pelé.

Considerado por muitos como o maior jogador de futebol de todos os tempos, Pelé teve uma das carreiras mais lendárias do esporte, marcando mais de mil gols antes de se aposentar, em 1977.

Atualmente, o ex-craque brasileiro realiza um tratamento contra um tumor no cólon, descoberto em setembro de 2021. Sua mensagem é divulgada no momento em que o conflito na Ucrânia se aproxima de seu 100º dia, com combates ferozes sendo registrados no leste do país, depois que os militares russos falharam em sua tentativa de invadir Kiev.

A partida de Glasgow foi a primeira da seleção ucraniana desde o início da invasão e terminou com a vitória do país em guerra, por 3 a 1. (com agência Ansa)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais