CINEMA

Lupita Nyong’o presidirá a 74ª edição da Berlinale

Por MYRNA SILVEIRA BRANDÃO
[email protected]

Publicado em 12/12/2023 às 19:19

Alterado em 12/12/2023 às 19:19

Lupita Nyong’o Nick Barose/Divulgação

O Festival de Berlim anunciou que Lupita Nyong’o presidirá o Júri Internacional de Cinema de sua 74ª edição.

Lupita é atriz, diretora, produtora queniano-mexicana e autora. Entre os veículos para os quais escreve, consta o prestigiado “The New York Times”.

Desde que recebeu o Oscar de melhor atriz coadjuvante em 2014 por “12 anos de escravidão”, dirigido por Steve McQueen, Lupita Nyong’o tem sido uma das atrizes internacionais de maior destaque, inspirando o público e os críticos de cinema.

“Lupita Nyong’o personifica aquilo que gostamos no cinema: versatilidade em abraçar diferentes projetos, abordar diferentes públicos e consistência em uma ideia bastante reconhecível em seus personagens, por mais diversos que pareçam. Estamos felizes e orgulhosos por ela ter aceitado o nosso convite para ser presidente do júri da 74ª Berlinale”, declararam os diretores da Berlinale, Mariëtte Rissenbeek e Carlo Chatrian.

“Estou profundamente honrada com o convite para presidir o Júri Internacional do Festival de Cinema de Berlim. E ansiosa para celebrar e reconhecer o excelente trabalho de cineastas de todo do
mundo”, afirmou Lupita Nyong’o.

A filha de pais quenianos nasceu na Cidade do México e cresceu no Quênia. Lupita Nyong’o estudou cinema e teatro no Hampshire College (EUA), e inicialmente trabalhou em várias produções cinematográficas nos EUA. De volta ao Quênia, produziu seu primeiro filme, In My Genes, em 2009, que também dirigiu e escreveu.

Após estudos adicionais na Yale School of Drama, ela começou sua carreira de atriz e comemorou sua descoberta com “12 anos de escravidão”. Pelo qual, além do Oscar, recebeu o Screen Actors guid Award.

Tags: