Sete brasileiros são convidados a integrar a Academia do Oscar

...

Foto: Rogerio Resende
Credit...Foto: Rogerio Resende

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos emitiu na terça (28) os convites anuais para novos membros que passarão a integrar seus quadros. A organização divulgou lista com 397 nomes de 54 países. Foram convidadas pessoas de todos os campos da produção cinematográfica e de várias nacionalidades.

A Academia é uma comunidade global de mais de 10.000 artistas, cineastas e executivos que trabalham na área. Além de celebrar e reconhecer a excelência no cinema por meio da premiação do Oscar, a Academia apoia uma ampla gama de iniciativas para promover a arte e o cinema.

Entre os convidados, destacam-se sete brasileiros: Ilda Santiago, diretora executiva do Festival do Rio; o ator Selton Mello, selecionado pelo setor de atuação da Academia; o cineasta Jeferson De, autor do excelente e importante “Doutor Gama”; Bruno Barreto, que disputou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro com “O que é isso companheiro?” (1997); Emilio Domingos, documentarista conhecido por seus trabalhos sobre cultura nas favelas (“Favela é moda”); Waldir Xavier, engenheiro de som de “Central do Brasil” (1998), indicado ao Oscar de Filme Estrangeiro; e a produtora Sara Silveira, de diversos clássicos do cinema brasileiro.

Em declaração ao JORNAL DO BRASIL, Ilda Santiago falou sobre o significado dessa indicação: “É um convite que me dá muita alegria e uma grande honra, um reconhecimento muito importante para mim. E honra maior ainda por ser convidada para a Academia com outras pessoas tão relevantes para o cinema brasileiro, como Selton, Jefferson De, Sara (Silveira) e Waldyr (Xavier). Tarefa e responsabilidade grandes de estar neste lugar e representar um pouco do que somos, junto com os outros brasileiros e latinos também membros da Academia”, ressaltou.

Entre os indicados estrangeiros se destacam o indiano Pawo Choyning Dorji, diretor de “A felicidade das pequenas coisas”; o japonês Ryûsuke Hamaguchi, diretor do sucesso mundial “Drive my car” e vencedor do Oscar 2022 de melhor filme internacional; Sian Harries Heder, diretora de “CODA”; e o dinamarquês Jonas Poher, diretor do ótimo documentário de animação “Flee”.

Os que aceitarem os convites integrarão a entidade e passarão a ter o direito de votar no Oscar, escolhendo os melhores em categorias principais e em suas categorias específicas.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais