Festival de Brasília divulga programação de sua 54ª edição

Evento terá por tema "O Cinema do Futuro e o Futuro do Cinema"

Foto: divulgação
Credit...Foto: divulgação

O Festival de Brasília anunciou os filmes de sua edição 2021 que será realizada de 7 a 14 de dezembro, no formato on-line. Neste ano, o evento chega à sua 54ª edição como a mais longeva festa de cinema do Brasil.

Com o tema “O cinema do futuro e o futuro do cinema”, haverá uma maratona de filmes, debates, oficinas, encontros setoriais e ambiente de mercado, com a curadoria do cineasta Sílvio Tendler e da professora Tânia Montoro.

Segundo o secretário de Cultura Bartolomeu Rodrigues, o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro foi sempre, em sua natureza, um espaço para o diálogo: “Daqui nasceram linguagens, estéticas e debates políticos que construíram a identidade do novo cinema brasileiro”, declarou na abertura da entrevista coletiva.

Tendler agradeceu a todos os envolvidos com a organização, aos apoios recebidos, e destacou as dificuldades para selecionar filmes 100% inéditos neste momento em que diversos festivais acontecem em datas conflitantes. “Mas a Comissão de Seleção foi rigorosa na pesquisa de cada título escolhido, verificando a intensidade das exibições em outros eventos, especialmente os on-line”, acrescentou o cineasta.

 

Macaque in the trees
Cena do filme 'Acaso', de Luis Jungmann Girafa, que também estará na Mostra Competitiva Nacional (Foto: Jose Roberto Bassul/divulgação)

 

Com 985 filmes inscritos, o evento selecionou 28 títulos para a competitiva nacional e para a Mostra Brasília. Alguns serão exibidos em mais de uma mostra, como acontece por exemplo com “Acaso” (DF), de Luis Jungmann Girafa, que participa da Competitiva Nacional de Longas e da Mostra Brasília.

Dentre os títulos das competitivas foram selecionados seis longas e 12 curtas para concorrer aos troféus Candangos na Mostra Competitiva Nacional, além de quatro curtas e oito longas na Mostra Brasília.

A seleção de longas traz quatro ficções e dois documentários da Bahia, Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. Os filmes retratam questões ambientais, indígenas, relacionamento humano, diversidade e adaptabilidade. Entre os curtas figuram nove ficções e três documentários.

A Mostra Brasília revela uma produção local que inclui jovens e veteranos realizadores concorrendo aos candangos.

Esta edição oferece um Troféu Candango Especial pelo reconhecimento da obra de Léa Garcia, atriz carioca do teatro e cinema brasileiros. O Festival homenageia também a professora Lucília Marquez e os atores Lauro Montana, Luiz Gustavo, Tarcísio Meira, Paulo José e Paulo Gustavo.

 

PRINCIPAIS FILMES SELECIONADOS

 

MOSTRA COMPETITIVA NACIONAL

– LONGAS
Alice dos Anjos (BA), de Daniel Leite Almeida
Lavra (MG), de Lucas Bambozzi
Acaso (DF), de Luis Jungmann Girafa
Ela e Eu (SP), de Gustavo Rosa de Moura
De Onde viemos, para onde vamos (GO), de Rochane Torres
Saudade do Futuro (RJ), de Anna Azevedo

 

Comissão de Seleção: Lino Meireles, Luiz Carlos Merten, Nicole Puzzi, Pedro Caribé e Sandra Kogut

 

– CURTAS-METRAGENS
Ocupagem (SP), de Joel Pizzini
Terra Nova (AM), de Diego Bauer
Filhos da Periferia (DF), de Arthur Gonzaga
Chão de Fábrica (SP), de Nina Kopko
Deus Me Livre (PR), de Carlos Henrique de Oliveira e Luis Ansorena
Adão, Eva e o Fruto Proibido (PB), de R. B. Lima
Como Respirar Fora D’Água (SP), de Júlia Fávero e Victoria Negreiros
Cantareira(SP), de Rodrigo Ribeyro
Sayonara (SP), de Chris Tex
N.F. Trade (DF), de Thiago Foresti
Era Uma Vez… Uma Princesa (RS), de Lisiane Cohen
Da Boca da Noite à Barra do Dia (PE), de Tiago Delácio

 

Comissão de Seleção: Adriana Vasconcelos, André Luís da Cunha, Flávia Barbalho, Paula Sacchetta e Paulinho Sacramento

 

MOSTRA BRASÍLIA

– FILME DE ABERTURA
Catadores de História, de Tânia Quaresma

 

– LONGAS-METRAGENS
Mestre de Cena (DF), de João Inácio
Acaso (DF), de Luis Jungmann Girafa
Noctiluzes (DF), de Jimi Figueiredo e Sérgio Sartório
Advento de Maria (DF), de Vinícius Machado

 

– CURTAS-METRAGENS
Tempo de Derruba (DF), de Gabriela Daldegan
Tinhosa (DF), de Rafael Cardim Bernardes
Filhos da Periferia (DF), de Arthur Gonzaga
Cavalo Marinho (DF), de Gustavo Serrate
Benevolentes (DF), de Thiago Nunes
Ele Tem Saudade (DF), de João Campos
A Casa do Caminho (DF), de Renan Montenegro
Vírus (DF), de Larissa Mauro e Joy Ballard

 

Comissão de Seleção: Flavia Guerra, Maíra Carvalho e Marcelo Emanuel dos Santos

 



Cena do filme 'Saudade do Futuro', de Anna Azevedo, que estará na Mostra Competitiva Nacional
Cena do filme 'Acaso', de Luis Jungmann Girafa, que também estará na Mostra Competitiva Nacional


Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais