Crítica: ‘Fátima – A História de um Milagre’

Cotação: duas estrelas

Foto: divulgação
Credit...Foto: divulgação

Um dos fatos religiosos mais conhecidos pelos adeptos do catolicismo é o que conta da aparição de Nossa Senhora para três crianças camponesas na região de Fátima, em Portugal, em maio de 1917. Desde que o Vaticano validou a aparição da santa, o local se tornou ponto de peregrinação. Sobretudo após o chamado ‘milagre do sol’, que aconteceu em 13 de outubro de 1917, e foi testemunhado por milhares.

Este ‘Fátima – a história de um milagre’ (‘Fatima’) é apenas mais um filme a narrar/mostrar o fato. Desde ‘A virgem de Fátima’, de 1952, passando por ‘Fátima’, filme italiano feito para a TV nos anos 90, são várias as versões. Contudo, raramente vemos uma produção portuguesa, de fato.

Este em questão, por exemplo, embora todo filmado em locações, é uma produção americana (dirigida pelo italiano Marco Pontecorvo) que tem no elenco nomes como Harvey Keitel (habituê de filmes de gangsters de Scorsese), a nossa Sônia Braga, e o mais internacional ator português, Joaquim de Almeida. Todos falando inglês tatibitate, com sotaque. O que soa estranho. Fora ter um ritmo bastante lento, a bem cuidada produção nos revela a bela Joana Faria no papel da Virgem Maria.
Duas das crianças, os primos Francisco e Jacinta Marto, morreram de gripe espanhola em 1918 e foram canonizadas pelo Papa Francisco em 2017. A outra pastorinha, Lúcia dos Santos, tornou-se freira carmelita, e morreu em 2005. 

_______

COTAÇÕES: ***** excelente / **** muito bom / *** bom / ** regular / * ruim / bola preta: péssimo.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais