Exposição de Marc Chagall celebra o amor no CCBB

...

Foto: Iesa Rodrigues
Credit...Foto: Iesa Rodrigues

A partir desta quarta (16), o CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil) volta a atrair visitantes para ver a exposição Sonho de Amor, conjunto de obras de Marc Chagall escolhidas entre coleções européias, resumindo mais de 70 anos de trabalho do artista com a curadoria da espanhola Lola Dúran Úcar.

As salas se dividem em temas - infância na Russia, onde nasceu em sete de julho de 1887; religião, ilustrações de fabulas de La Fontaine, Paris, o Amor. Ao longo da mostra, cresce a visão do domínio das cores e técnicas. O roteiro agrada tanto a quem pretende apenas admirar os trabalhos poéticos de Chagall, como a quem conhece mais o lado da versatilidade de técnicas: guaches, nanquins, aquarelas, aguas-fortes e litografias predominam, com resultados dignos de um perfeccionista, sem perder o encanto de contar historias.

 

Macaque in the trees
Exposição traz um conjunto de obras escolhidas entre coleções européias (Foto: Iesa Rodrigues)

 

A sala da Bíblia, falando do Êxodo, parece uma Via Sacra do Velho Testamento; é possível passar horas lembrando das historias de La Fontaine, acompanhando gravura por gravura, conferindo personagens como os lobos, as cegonhas, os asnos. No final, o Amor, na ala Derriere le Mirroir, com a Torre Eiffel, o Panteon, lugares de Paris emoldurando namorados; quadros de flores, retratos de suas três companheiras. A obra mais importante, segundo a curadora, é O Avarento que perdeu seu Tesouro, de 1929

Uma exposição coerente com este momento, porque mostra a saga de uma família de judeus, original da Russia, que viveu fugindo de guerras e perseguições, Marc Chagall passou por Berlim, Israel, Paris e Estados Unidos, sem esquecer das tradições russas.

Para completar a delicadeza da mostra, logo na entrada do CCBB há a surpresa da Air Fountain, dois tecidos, um branco e outro vermelho, flutuam no ar. O americano Daniel Wurtzel assina a instalação, especial para o Sonho de Amor de Chagall.

A frase de Chagall que está no cartaz da entrada resume seu conceito de arte e vida:
- Nas artes, como na vida, tudo é possível, desde que se baseie no amor.

Enfim, um artista moderno, que poderia ter dito como os Beatles:
- All you need is love.

A exposição Sonho de Amor fica no CCBB até dia seis de junho deste ano, depois segue para Brasília, Belo Horizonte e São Paulo. A entrada é grátis, com apresentação do atestado de vacina e entrada marcada pelo site ou aplicativo Eventim.

Horários: segundas-feiras, quartas, sextas e sábados das 9h às 21h, nos domingos, das 9h às 20h.
O CCBB fica na rua Primeiro de Março, esquina com a Av. Presidente Vargas, no Centro do Rio de Janeiro.

 

Macaque in the trees
As salas se dividem em temas - infância na Russia, onde nasceu em sete de julho de 1887; religião, ilustrações de fabulas de La Fontaine, Paris, o Amor (Foto: Iesa Rodrigues)


Macaque in the trees
'O Galo Violeta' - quadro com flores na ala Derriere le Mirroir (Foto: Iesa Rodrigues)


Macaque in the trees
Guaches, nanquins, aquarelas, aguas-fortes e litografias predominam (Foto: Iesa Rodrigues)


Macaque in the trees
O CCBB fica na Rua Primeiro de Março (Foto: Iesa Rodrigues)


 


O artista com Bella, uma das suas três mulheres
Exposição traz um conjunto de obras escolhidas entre coleções européias
As salas se dividem em temas - infância na Russia, onde nasceu em sete de julho de 1887; religião, ilustrações de fabulas de La Fontaine, Paris, o Amor
'O Galo Violeta' - quadro com flores na ala Derriere le Mirroir
Guaches, nanquins, aquarelas, aguas-fortes e litografias predominam
O CCBB fica na Rua Primeiro de Março


Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais