Marcelo Reis lança seu novo livro, 'Só Uma Canção'

Empresário reconhecido no meio musical trata de um futuro distópico, onde a música desaparece de forma inexplicável.

Foto: Aline Assis
Credit...Foto: Aline Assis

Já está à venda o segundo livro de Marcelo Reis, “Só Um Canção”. Empresário e produtor artístico, o carioca já trabalhou com nomes como Blitz, George Israel, Danni Carlos, A Cor do Som, Versalle, Maurício Mattar, Daniel Del Sarto, Jay Vaquer, entre outros.

Durante a pandemia, mergulhou profundamente em um processo de reinvenção e busca por novas atividades, o que acabou culminando em um reencontro com a poesia e a prosa, as quais sempre estiveram presentes em sua vida. Quando criança, ganhou um concurso nacional de redação, promovido pelo Rotary Club do Brasil, e chegou a atuar como assessor de imprensa, colaborando com publicações impressas, sites e blogs.

A história de “Só Uma Canção” se passa em um futuro distópico, onde a música desapareceu de forma inexplicável. O jovem Davi, através de uma mensagem deixada pelo seu falecido bisavô, descobre que existe uma única pessoa ainda viva, capaz de ouvir e executar música. Assim, sai à sua procura em uma jornada para trazer de volta a música a um mundo cheio de contradições e distorções. No caminho, ele enfrenta vários percalços, realiza descobertas e se aprofunda nas questões de ordem social e política que envolvem a situação, jamais desistindo do seu maior objetivo.

O título do livro é também o título da principal música da extinta banda Som da Rua, composta pelo seu líder, o cantor e compositor Liô Mariz, e faz parte do álbum “Músicas para Violão e Guitarra”, lançado pela gravadora Deckdisc. Liô faleceu de forma trágica em um acidente de carro no Rio de Janeiro, em 2005, aos 23 anos. Marcelo foi empresário do grupo e se inspirou no saudoso amigo para criar o personagem Davi e sua batalha para trazer a música de volta ao mundo. “A obra é uma história de ficção, que surgiu inspirada em diversos acontecimentos da minha vida e na vida do querido Liô Mariz. Sigo apostando na linha do surrealismo e da distopia, porém sempre misturando a realidade com a fantasia, para instigar e provocar o leitor sobre os limites de ambas. Gosto de trazer à tona as vivências de beleza e caos, que permeiam as nossas vidas, chamando a atenção para nossos confrontos, questionamentos, imperfeições e medos”, comenta o autor.

“Só um Canção” se junta ao “O Homem que nasceu Azul”, primeiro livro do autor, lançado
em agosto de 2021 através da LD5 Entretenimento, que distribui as obras de Marcelo exclusivamente no formato de “E-book”, por mais de 50 livrarias, bibliotecas e serviços de assinatura no mundo inteiro, incluindo: Amazon, Google Play, Apple, Kobo e Livraria Cultura.

 

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais