Festival de Gramado dá partida a sua 49ª edição nessa sexta-feira

'A Suspeita', de Pedro Peregrino, estrelado por Glória Pires, será o filme inaugural

Foto: divulgação
Credit...Foto: divulgação

O tradicional Festival de Gramado acontecerá de sexta (13) a 21 de agosto em formato híbrido com a exibição dos filmes pela internet e pelo Canal Brasil.

“A Suspeita”, de Pedro Peregrino, estrelado por Glória Pires, será o filme inaugural e está entre os concorrentes brasileiros ao Kikito, principal prêmio do festival.

São 11 longas-metragens, sendo sete nacionais e quatro de outros países sul-americanos que foram selecionados pelos curadores Marcos Santuário e Soledad Villamil.

No anúncio da programação, Santuário expressou sua satisfação com o evento. “Em tempos tão complexos, ter uma qualidade e uma quantidade tão empolgantes de filmes, do Brasil e do exterior no festival, nos deixa muito felizes e esperançosos”, destacou o curador.

Macaque in the trees
Atuar e produzir são funções que se complementam, diz Glória Pires (Foto: Foto: Desirée do Valle/divulgação)

Além de “A Suspeita”, outros destaques incluem: “Jesus Kid”, do diretor paranaense Aly Muririba; “Carro Rei”, da pernambucana Renata Pinheiro, com Matheus Nachtergaele; e “Homem onça”, estrelado por Chico Diaz. Completam a lista brasileira, “O Novelo”, de Cláudia Pinheiro; “A Primeira Morte de Joana”, de Cristiane Oliveira; e “Álbum em Família”, de Daniel Belmonte.

O filme de encerramento será “Fourth Grade”, do diretor brasileiro Marcelo Galvão. Produzido nos EUA, tem elenco norte-americano (William Baldwin, Mena Suvari, Teri Polo, Robert Pine e Taja V. Simpson), e recria a narrativa (“Quarta B”), que marcou a estreia de Galvão no cinema.

Os títulos estrangeiros que concorrem ao Kikito são: o chileno “Gran Avenida”, de Moises Sepulveda; o uruguaio “La Teoria de los Vidrios Rotos”, de Diego Fernándes Pujol; o argentino “Planta Permanente”, de Ezequiel Radusky; e o boliviano “Pseudo”, de Gory Patiño e Luis Reneo.

Os curtas-metragens são representados por 14 produções brasileiras.

O festival terá ainda duas novas mostras dedicadas a produções gaúchas – uma de longas-metragens, com 3 filmes, e uma de curtas-metragens, com 24 filmes.


RELAÇÃO DOS FILMES SELECIONADOS


– LONGAS-METRAGENS BRASILEIROS


A Primeira Morte de Joana (RS), de Cristiane Oliveira
A Suspeita (RJ), de Pedro Peregrino
Álbum em Família (RJ), de Daniel Belmonte
Carro Rei (PE), Renata Pinheiro
Homem Onça (RJ), de Vinícius Reis
Jesus Kid (PR), de Aly Muritiba
O Novelo (SP), de Claudia Pinheiro


– LONGAS-METRAGENS ESTRANGEIROS


Gran Avenida (Chile), de Moises Sepulveda
La teoría de los vidrios rotos (Uruguai, Brasil e Argentina), de Diego Fernández Pujol
Planta permanente (Argentina e Uruguai), de Ezequiel Radusky
Pseudo (Bolívia), de Gory Patiño e Luis Reneo


– CURTAS-METRAGENS BRASILEIROS


A Beleza de Rose (CE), de Natal Portela
A Fome de Lázaro (PB), de Diego Benevides
Animais na Pista (PB), de Otto Cabral
Aonde vão os Pés (PR), de Débora Zanatta
Da Janela Vejo o Mundo (PR), de Ana Catarina Lugarini
Desvirtude (RS), de Gautier Lee
Entre Nós e o Mundo (SP), de Fabio Rodrigo
Eu não sou um robô (RS), de Gabriela Lamas
Fotos Privadas (RJ), de Marcelo Grabowsky
Memória de Quem (Não) Fui (RJ), de Thiago Kistenmacker
O que Há em Ti (SP), de Carlos Adriano
Per Capita (PE), de Lia Leticia
Quanto Pesa (MA), de Breno Nina
Stone Heart (AM), de Humberto Rodrigues



O tapete vermelho do Festival de Gramado (arquivo)
Atuar e produzir são funções que se complementam, diz Glória Pires