Morre Xexéo, inesquecível editor do Caderno B

.

Daniela Ramiro/Estadão
Credit...Daniela Ramiro/Estadão

Notícia improvável fecha este domingo (27).

Morreu Artur Xexéo, um grande companheiro de redação no JORNAL DO BRASIL, onde brilhou editando por muitos anos o caderno B, a Revista de Domingo e o caderno Cidade.

Fez o mesmo no Segundo Caderno, de "O Globo", e logo a TV quis aproveitar toda aquela cultura geral e bom humor que ele mostrou por tanto tempo na GloboNews, ao lado da Maria Beltrão, e na cadeira vitalícia de comentarista da premiação do Oscar.

Xexéo era a personificação da elegância.

Tendo descoberto um câncer recentemente, estava em tratamento e, na última sexta, foi internado no Rio para olhar de perto uma indisposição própria dos fortes medicamentos. Uma parada cardíaca abreviou seu sofrimento, despertando o nosso.

Xexéo merece um caderno especial ou, no nosso caso, um "hotsite" todo dele, com seus textos inesquecíveis e sua história. Mas o tempo exíguo e o galopar das horas nos impedem, neste momento.

Fica a promessa do "hotsite", mas por enquando delicie-se com o texto dele sobre a Lana Turner, publicado no JB em 11/08/1985.

.

(Dica para leitura: clique com o botão direito do mouse sobre as imagens e escolha abrir em nova guia; depois amplie as fotos)

Macaque in the trees
. (Foto: Acervo JB)

Macaque in the trees
. (Foto: Acervo JB)

 

 



.
.
Artur Xexeo partiu muito cedo