'Berstein’s Wall' expõe a arte e o ativismo político do famoso compositor

.

Divulgação/Tribeca Film Festival
Credit...Divulgação/Tribeca Film Festival

A première mundial de “Bernstein’s Wall”, de Douglas Tirola, sobre Leonardo Bernstein, foi um dos destaques nessa segunda feira (14), da 20ª edição do Festival de Tribeca.

A sessão foi conduzida pela conceituada escritora Fran Lebowitz e contou com a presença de Nina e Jamie, filhas de Bernstein, do diretor Tirola e da Produtora Susan Bedusa.

Com entrevistas raras e gravações familiares, o documentário traz um olhar complexo sobre uma das maiores figuras da música clássica do século 20, cuja paixão e criatividade o guiaram muito além da sala de concertos. Dessa forma, expõe também sua luta ao longo da vida para promover mudanças sociais e unir as pessoas por meio de seu trabalho.

Nascido em 1918 e filho de um imigrante judeu russo, Bernstein ficou famoso na direção da Filarmônica de Nova York; pelos célebres concertos para jovens na televisão entre 1954 e 1989; e por suas composições para os musicais “Amor, Sublime Amor”, de Robert Wise e Jerome Robbins e “Um Dia em Nova York”, de Stanley Donen.

Trabalhando por décadas no mundo da música clássica, televisão e cultura de modo geral, usava sua influência para defender uma mudança política progressiva, bem como, muitas vezes, cedeu seu nome para várias causas de grupos marginalizados, com considerável risco pessoal.

Em resumo, mesmo após 30 anos de sua morte, que aconteceu em 1990, seu legado continua a ressoar. Além de ter sido uma das figuras mais influentes na história da música clássica americana, que inspirou inúmeras carreiras de uma geração de novos músicos, Bernstein foi um ativista visível e comprometido.

Isso fica perfeitamente claro no ótimo documentário de Tirola, mostrado na mostra Spotlight Documentary, seleção de filmes destacados pela programação do festival.

O evento está sendo realizado neste ano no formato híbrido, com sessões virtuais e presenciais em locais ao ar livre nos distritos de Nova York.