A ÁFRICA E OS AFRICANOS NA HISTÓRIA E NOS MITOS

Em seu mais novo livro, Alberto da Costa e Silva recupera histórias, relatos e documentos de povos africanos, líderes, viajantes e estudiosos para, assim, revisitar o continente que amou por toda uma vida

Divulgação
Credit...Divulgação

“Há mais de sessenta anos, voltei os meus olhos para a África. Do meu jeito. Pois, um dos últimos representantes da moribunda e perigosa nação dos autodidatas, não quis senão ser isto: um diletante, um amoroso da história africana, educado na voracidade das leituras”. Diplomata, poeta e historiador, Alberto da Costa e Silva, considerado o maior africanista de todos os países de língua portuguesa, abre assim o seu mais novo livro, A África e os africanos na história e nos mitos. Por meio da obra, publicada pela Nova Fronteira, o autor, que em 2021 completa 90 anos, revisita o continente que tanto ama e ao qual dedicou toda uma vida de estudos.

No novo trabalho, Alberto da Costa e Silva recupera fragmentos de histórias orais, relatos e transcrições de documentos de povos africanos, líderes, viajantes e estudiosos. Une a tudo isso as memórias de suas próprias passagens pelo vasto e diverso continente. Assim, com uma narrativa rica em detalhes, conduz o leitor por uma visita às várias Áfricas que coexistem.

Com a destreza de quem detém um amplo conhecimento do assunto, o autor fala sobre as expedições e trocas entre África e Brasil, aborda a brutalidade e as consequências do tráfico negreiro, analisa o conteúdo das cartas de um embaixador do rei do Benim a D. Pedro, mergulha em relatos de José Bonifácio e traz à tona histórias de uma comunidade de descendentes de ex-escravizados brasileiros na Costa Ocidental do continente. Faz assim deste lançamento uma obra essencial para todos os que desejam compreender a história da África, do Brasil e do mundo.

ALBERTO DA COSTA E SILVA considera-se piauiense, embora tenha nascido em São Paulo, passado a infância em Fortaleza e a juventude no Rio de Janeiro. Desde adolescente cultiva duas paixões: a poesia e a história do continente africano. É membro da ABL e já lançou vários volumes de poemas, memórias, ensaios, história e antologias. Pela Nova Fronteira, publicou Poemas reunidos; Espelho do príncipe e Invenção do desenho, ambos de memórias; A enxada e a lança: a África antes dos portugueses; A manilha e o libambo: a África e a escravidão, de 1500 a 1700; Um rio chamado Atlântico: a África no Brasil e o Brasil na África; Francisco Félix de Souza, mercador de escravos; Das mãos do oleiro: aproximações; e dois livros para jovens, Um passeio pela África e A África explicada aos meus filhos. Sua extensa obra lhe valeu, entre outros, os prêmios Juca Pato de Intelectual do Ano, em 2003, e o Camões, em 2014. Diplomata de carreira, serviu em Portugal, Venezuela, Estados Unidos, Espanha, Itália, Nigéria, Benim, Colômbia e Paraguai, tendo viajado demoradamente por 15 países africanos. Por seu trabalho de aproximação entre o Brasil e a África recebeu o título de doutor honoris causa pela Universidade Obafemi Awolowo, de Ifé, na Nigéria (1986).

A África e os africanos na história e nos mitos / De Alberto da Costa e Silva / 208 páginas / R$ 49,90 / Editora Nova Fronteira