Gravado na história da Mangueira, morre o sambista Nelson Sargento

O sambista Nelson Sargento estava internado no Rio por complicações do coronavírus

Edinho Alves/Divulgação
Credit...Edinho Alves/Divulgação

O sambista Nelson Sargento, de 96 anos, morreu na manhã desta quinta-feira, 27, no Instituto Nacional de Câncer (Inca), onde estava internado com covid-19 desde o último dia 20. A assessoria do sambista confirmou a morte às 10h45. Nelson Sargento foi um dos primeiros cariocas a tomar a vacina contra o coronavírus.

No último sábado, 22, o sambista foi transferido para a UTI do Inca, após testar positivo para o novo coronavírus e mostrar um agravamento do quadro respiratório. Ele chegou a ser intubado como a autorização da família.

“O paciente foi internado no último dia 20, com quadro de desidratação, anorexia, e significativa queda do estado geral. Ao chegar na unidade, foi realizado o teste de covid-19, que apontou positivo”, informa nota do Inca.

Nelson Sargento tratava de um câncer desde 2005, quando foi descoberto um tumor na próstata. Ele já tinha tomado as duas doses da vacina contra a covid-19, a última em 26 de fevereiro.(com Agência Estado)