Na Semana da Língua Portuguesa, Museu de SP traz programação on-line e visita a exposição temporária

Os cinco dias de atividades gratuitas começaram nessa segunda (3) e vão até sexta (7), incluindo 'lives' e exibições de vídeos. A programação inclui a visita presencial especial à exposição temporária Língua Solta, para um público total de 160 pessoas (10 por vez)

Divulgação
Credit...Divulgação

O Dia Internacional da Língua Portuguesa, comemorado nessa quarta (5), está sendo celebrado com uma programação especial do Museu da Língua Portuguesa, instituição cultural do Governo de São Paulo, ao longo de toda a semana. Mior parte da programação é on-line.

Os cinco dias de atividades gratuitas começaram nessa terça (3) e vão até sexta (7), incluindo "lives" e exibições de vídeos. A programação inclui a visita presencial especial à exposição temporária Língua Solta, para um público total de 160 pessoas (10 por vez), com acesso exclusivamente mediante emissão antecipada de ingressos pela internet, o que já se esgotou.

Entre as atrações da programação on-line estão uma aula do músico e ensaísta José Miguel Wisnik, performance do músico Tom Zé, encontro virtual ao vivo com os escritores Mia Couto (Moçambique), José Eduardo Agualusa (Angola) e Inês Pedrosa (Portugal), e conversa também ao vivo sobre o funk e a literatura, com participação de produtores de conteúdo dos perfis Funkeiros Cults, Se Poema Fosse Funk e Favela Business no Instagram e do coletivo PerifaCon.

Há, ainda, a participação dos escritores Geovani Martins e Amara Moira, além da pesquisadora e curadora de Literatura Indígena Julie Dorrico, que conversam com Marcelino Freire sobre os falares do Brasil. Já Linn da Quebrada, Dino D´Santiago e Sara Correia se juntam ao compositor e ativista cultural Vinícius Terra em um bate-papo sobre a música e o videoclipe Meu Bairro, Minha Língua, que terá pré-lançamento durante a programação.

Ao longo da programação, a antropóloga Vivian Catenacci convida a contadora de histórias caboverdiana Dulce Siqueira, e a cantora e educadora moçambicana Lenna Bahule. Em vídeo, o trio apresenta repertório de brincadeiras tradicionais, cantadas e ritmadas em língua portuguesa nesses três países.

No encerramento, a cantora Maria Bethânia faz a leitura em vídeo do poema “Os Argonaustas”, de Fernando Pessoa, famoso pelos versos “Navegar é preciso / Viver não é preciso”. 

Nas "lives", haverá tradução simultânea em Libras, a Língua Brasileira de Sinais. Todos os vídeos exibidos terão legendas.

EXPOSIÇÃO

A mostra Língua Solta será a primeira exposição temporária do Museu da Língua Portuguesa, com previsão de reabertura no próximo semestre. A exposição é composta por um conjunto de artefatos que ancoram seus significados no uso das palavras, como objetos da arte popular e da arte contemporânea, apresentados de maneira embaralhada, levando o público a pensar nessa divisão e em outros entendimentos possíveis para o mundo. A mostra tem classificação indicativa de 12 anos.

Esta é a quinta edição da programação comemorativa pelo Dia Internacional da Língua Portuguesa. Desde o ano passado, com as medidas de isolamento social, a programação cultural migrou para o ambiente virtual, que proporcionou também uma conexão mais ampla com a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

A programação tem como patrocinadores EDP, Globo e Itaú Unibanco e como apoiadores Sabesp, Instituto EDP, Fundação Calouste Gulbenkian, Comissão Temática de Programação e Difusão da Língua Portuguesa dos Observadores Consultivos da CPLP e Governo Federal, por meio da Lei de Incentivo à Cultura.

O Museu da Língua Portuguesa é uma iniciativa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, concebido e realizado em parceria com a Fundação Roberto Marinho. A reconstrução do Museu tem como patrocinador máster a EDP, como patrocinadores Globo, Itaú Unibanco e Sabesp e apoio da Fundação Calouste Gulbenkian e do Governo Federal, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. (com Ascom / Museu da Língua Portuguesa)

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Onde assistir: Facebook | YouTube

TERÇA-FEIRA, 4/5

19h O Museu da Língua Portuguesa hoje – AO VIVO
Os curadores Isa Grinspum e Hugo Barreto apresentam e conversam sobre a exposição de longa duração do Museu da Língua Portuguesa – o que mudou e o que permaneceu após a reconstrução. Mediação: Marília Bonas.

19h30 – Praça da Língua
O compositor e pesquisador José Miguel Wisnik apresenta uma aula sobre algumas referências literárias e musicais presentes no espaço Praça da Língua – uma espécie de planetário do idioma, uma das salas preferidas do público no Museu da Língua Portuguesa.

QUARTA-FEIRA, 5/5, DIA DA LÍNGUA PORTUGUESA
Ao longo de todo o dia, a data será comemorada com programação online nas redes do Museu da Língua Portuguesa, tendo como anfitrião o ator e MC Eugenio Lima.

11h – Nós da língua portuguesa do mundo
Debate entre escritores de diferentes países de língua portuguesa sobre esse idioma que continua se reinventando, em sua imensa diversidade.
Convidados: Mia Couto (Mocambique), José Eduardo Agualusa (Angola) e Inês Pedrosa (Portugal). Mediação: Roberto Pinho.

Pílula – Eu de cá e tu de lá: Exibição de vídeo de brincadeiras com palavras do Brasil, Cabo Verde e Moçambique.

13h – Bailão das Letras: o funk e a literatura – AO VIVO
Criadores de conteúdo no Instagram desafiam os preconceitos contra o funk e mostram sua relação com a literatura no dia a dia. Com Funkeiros Cults (Dayrel Teixeira), Se Poema Fosse Funk (Murilo Lense) e Jeferson Delgado (Favelabusiness) com mediação de Andreza Delgado (PerifaCon).

Pílula – Eu de cá e tu de lá
Exibição de vídeo com brincadeiras com palavras do Brasil, Cabo Verde e Moçambique.

15h – As línguas do Brasil – AO VIVO
Neste encontro virtual, os escritores Geovani Martins e Amara Moira, junto com a pesquisadora e curadora de Literatura Indígena Julie Dorrico, falam sobre as variedades, influências e resistências expressas nos falares brasileiros. Mediação: Marcelino Freire.

Pílula – Eu de cá e tu de lá
Exibição de vídeo de Brincadeiras com palavras do Brasil, Cabo Verde e Moçambique.


17h – Língua Solta – AO VIVO
Os curadores Moacir dos Anjos e Fabiana Moraes apresentam a exposição temporária Língua Solta, criada para a reabertura do Museu da Língua Portuguesa.

17h10 – Performance de Tom Zé – Língua Solta
O compositor Tom Zé realiza uma performance criada com exclusividade a partir do seu olhar sobre a exposição Língua Solta.

18h – Maria Bethânia lê “Os Argonautas”
Encerramento institucional, com Marília Bonas, diretora técnica do Museu da Língua Portuguesa. Na sequência, para encerrar a programação, em vídeo gravado com exclusividade para o Museu da Língua Portuguesa, a cantora Maria Bethânia lê o poema de Fernando Pessoa marcado pelos versos “Navegar é preciso / Viver não é preciso”.