Circo ‘movido’ a energia solar transmite espetáculos pela internet

A inovação na utilização da energia solar é possível graças a uma Kombi adaptada, equipada com placas solares e um gerador

Foto: Divulgação
Credit...Foto: Divulgação

Itaboraí recebe, neste mês de março, as primeiras 32 apresentações de um circo inovador, “movido” exclusivamente a energia solar. A trupe Mundo De La Costa, cria da cidade da Região Metropolitana do Rio, foi selecionada pela Lei Aldir Blanc para colocar de pé o espetáculo “O Mágico no Mundo de La Costa”, 100% sustentável do início ao fim. Por causa da pandemia, as apresentações são virtuais, transmitidas pela internet.

A inovação na utilização da energia solar é possível graças a uma Kombi adaptada, equipada com placas solares e um gerador. O veículo é uma espécie de vedete que fica nos bastidores e fornece eletricidade suficiente para 80 minutos de luz e som. Administrado pelo casal de artistas circenses Roberto e Viviane De La Costa, o empreendimento inclui, ainda, ações de reciclagem de lixo, educação ambiental e plantio de árvores nativas da Mata Atlântica.

YouTube

As regras impostas pela pandemia causaram mudanças importantes nos planos do casal de artistas empresários. Devido às restrições, a lona montada no Clube Vera Gol, no Centro de Itaboraí, não pode sediar os espetáculos com a presença do público. As transmissões estão sendo feitas pelo canal da companhia, no YouTube.

Macaque in the trees
No elenco, um dinossauro vegano - o Vaganossauro (Foto: Divulgação)

“Tínhamos todo um esquema preparado para receber a plateia, com ações de recolhimento de lixo reciclável, arrecadação de alimentos e distribuição de mudas da mata atlântica, entre outras iniciativas relacionadas à educação ambiental”, diz Roberto De La Costa, herdeiro de Aberaldo Costa, o palhaço Zé Linguiça, um dos principais parceiros do consagrado Carequinha. “Há um ditado que diz: ‘Quando não se pode fazer o que se deve, deve-se fazer o que se pode’. Estamos fazendo o que se pode para realizar os espetáculos online”, afirma o malabarista formado pela Escola Nacional de Circo.

Magia sustentável

No elenco, além do mágico, um dinossauro vegano - o Vaganossauro - e o próprio Roberto De La Costa animam os espectadores com música, malabarismo e números de ilusionismo que levam em conta a capacidade de transformar objetos como garrafas PET em brinquedos e outros itens, aproveitando a oportunidade para dar dicas de reciclagem e sustentabilidade a adultos e crianças. Um personagem místico oriundo da floresta, o Barrigudinho, também faz parte do espetáculo.

As apresentações acontecem de 25 a 28 de março (já houve apresentações nos dis 18 e 21), com quatro sessões diárias: às 10h, 15h, 18h e 20h. A transmissão será na página do Circo De La Costa no YouTube. Todas as apresentações são abertas e gratuitas, e ficam disponíveis para quem quiser assistir em qualquer horário. Há sessões com tradução em tempo real para surdos, na Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Macaque in the trees
A inovação na utilização da energia solar é possível graças a uma Kombi adaptada, equipada com placas solares e um gerador (Foto: Divulgação)

Criado na China

O Circo De La Costa, que compõe o grupo Mundo De La Costa, foi criado há 10 anos por Roberto e Viviane De La Costa na China, quando ambos trabalhavam em circos locais no país asiático. Desde o início, a ideia era realizar espetáculos e outras ações tendo o meio ambiente como foco principal. Ao longo de uma década, além de espetáculos, o casal promove apoio a comunidades indígenas, educação ambiental e oficinas por diversas regiões do Brasil, além de plantios de árvores nativas da Mata Atlântica no Estado do Rio de Janeiro.

Serviço: O Mágico no Mundo de La Costa / Dias: 25 a 28 de março / Horários: 10h, 15h, 18h e 20h



o empreendimento é administrado pelo casal de artistas circenses Roberto e Viviane De La Costa,
No elenco, um dinossauro vegano - o Vaganossauro
A inovação na utilização da energia solar é possível graças a uma Kombi adaptada, equipada com placas solares e um gerador