Supersônicas

Neo-Jovem Guarda

DICADEDISCO | HOMENAGEMAOMAESTROMOACIRSANTOS

Tárik de Souzacader nobjb.com.br

Após a recriação de sua obra no primoroso

Ouro negro

, de Mário Adnet e Zé Nogueira, em 2001, o genial músico e or- questrador Moacir Santos não sai mais da pauta. Os 13 mú- sicos do Projeto Coisa Fina, de SP, em

Homenagem ao maestro Moacir Santos

(Movimento Elefantes) não se limitam a re- gravá-lo com inventividade (

Bluishmen

,

Coisa nº 2

,

Stanats

,

Maracatucutê

). Sublinham suas afinidades com o contem- porâneo saxofonista e arranja- dor J.T. Meirelles (

Quintessên - cia

) e adicionam material pró- priode alto-refino(

Ponto de partida

,

Dia seguinte

,

Pente fi- no

),indíciosde queasemea- durade MSinstigouseguido- res de talento.

No DVD que acompanha

Band on the run

, de Paul McCartney, com clipes, entrevista e o especialde TV inédito

One hand clapping

, de 1974, ficou de fora a música

Suicide

. Composta por ele em 1969, ela entrou como vinheta de oito segundos em seu solo de estreia,

McCartney

. Com a exclusão do pacote do ex-bea- tle,

Suicide

só podeser ouvidana vozda cantorapaulistana Twiggy, radicada em Efurt, Alemanha, que a registrou no CD

Abbey Roard revisited

do selo Discobertas, do produtor Marcelo Fróes. A propósito, o show de Paul será transmitido direto do Morumbi, SP, pelo canal Multishow, dia 21.

Só Twiggy canta Paul

Há uma neo-Jovem Guarda noar. De Arnaldo An- tunes (

Iê iê iê

) e Cidadão Instigado (

Uhuuu!

) a Marcelo Jeneci (

Feito para acabar

), Laffayette e os Tremendões (

As 15 superquentes

) e o recém-lançado

Herói trancado

do pernambucano Wharton GonçalvesFilho, o Orti- nho, ex-Querosene Jacaré. Nãopor acaso, Antunes e Jeneci são seus parceiros em

Pense duas vezes antes de esquecer

,

Cafécom leitederosas

,e Arnaldocantaem outra parceria,

Retrovisores

. Mas Ortinho mescla a cus- tomização com virtuoses locais como o sax de Spok, o pianodo prodígioVictor Araújo,além dos“mangue bits” Dengue e Jorge Du Peixe, os teclados de Chi- quinho (Mombojó) e as guitarras de Yuri (sobrinho de) Lula Queiroga e Luiz Chagas (Itamar Assumpção).

Valéria no ar

Com rodagem na Europa e no Ja- pão, a carreira da potiguar Valéria Oliveira chegouao sétimodisco,

No ar

, que ela mostra no Rio, dia 27, no Lapinha. Todo autoral com par- cerias com a conterrânea Khrystal (

Escuro

,

Razões

) e mais Luiz Gade- lha (

Em seus braços

,

À segunda vis- ta

), Romildo Soares (

Sofrer faz par- te do meuvocabulário

) e Simone Talma (

Te direi um dia

,

Madrugadas frias

), o disco também saiu em edi- ção de vinil, como remix de

R o- mance à francesa

.

O marco zero de Elba

Cercada poruma multidãoque inundou oMarco Zero eruas adja- centes,no Recife,a paraibanaElba Ramalho revisa a carreira e clássicos alheios num CD/DVD arrasa quartei- rão.

Elba Marco Zero ao vivo

(Biscoito Fino) arregimenta, entre outros, o pri- mo da solista, Zé Ramalho (

Admirável gado novo

,

Chão de giz

), Lenine (

Quei - xa

), Alcione(

O meu amor

,

Forró na gafieira

), Geraldo Azevedo (

Canta co- ração

,

Chorando e cantando

), Chico Ce- sar (

Recife nagô

) eSpok (

Cravo ver- melho

,

Ciranda da rosa vermelha

).