redentor

Conhece o cinema brasilei- ro? O grande sucesso de fil- mes como ‘Cidade de Deus’ fez surgir uma vertente dos chamados ‘favela movies’: os ‘movies fromthe gueto’, criticado por parte dos es- pecialistas.

– Conheçoobásico.Todo mundo conhece

Cidade de Deus

ou, antes dele,

Central do Brasil

. EmIsrael, a TV passava

Cidade de Deus

uma vez por mês. Mas sabe o que é interessante? Notei que, de tempos em tempos, vêm filmes seja da Alemanha, ou de onde for, e dizem que es- tão comercializando uma determinada situação. Com

Líbano

foi assim.Masnão acho que isso seja ruim, des- de que otratamento seja responsável, e não manipu- le ou comercializeo sofri- mento. Doque conheçodo cinema brasileiro, fico na dúvida se ele realmente re- presenta o tododa dimen- são do país, que é enorme.

No final dascontas, ‘Líba- no’, é umamensagem de paz. Mas haverápaz no Oriente Médio?

– Obrigado,vejoissocomo elogio. Acho quea paz no Oriente Médio virá, mas não por contade razõeshuma- nitárias, e sim por razões ca- pitalistas. E dou um exem- plo: recentemente, o princi- pal jornal de Israel publicou uma matéria dizendo qual a porcentagem que cada cida- dão paga em sua conta de luz a mais, porque precisamos pagar também por Gaza e as demais regiões.O barulho que isso fez foi muito maior que qualquerrazão huma- nista. As pessoas diziam, “por que precisamos pagar isso? Dêlogo Gazapara eles”. Foi umareação cole- tiva,ainda maiorselevar-

mos em consideração que o povo paga muito dinheiro em impostos para custear a segurança de Israel,o que tornaa vidalá muitocara. As novas gerações de Israel, maisabertas aomundo,e em certo sentido mais egoís- tas, estão à procura de uma só coisa: paz de espírito.

VITÓRIA

– O diretor, no ano passado, quando o longa venceu o Leão de Ouro de Melhor Filme no Festival de Veneza