Volta ao mundo em 300 filmes

-->A mostra Panorama, que abriga grandes dir etor es e filmes pr emiados em contendas estrangeiras, ainda é a mais pr ocurada do Festival do RioAr te sobr e fotos de divulgação-->MAP A MUNDI -->– ‘A woman, a gun and a noodle shop’, ’O universo de Keith Haring‘, ’Atração perigosa’, ‘Gainsbour g’, ’Carlos’, ’T ur nê’, ‘Um lugar qualquer’ e ‘Carancho’ são atrações da maratona carioca deste ano-->Carlos Helí de Almeida-->São m ais de três centenas de títulos, di vididos em 18 mostr as, distribuídas por um cir cuito com- posto por 40 ender eços. Assistir a todos os filmes da 12ª edição do F esti v al do Rio , cujas sessões par a público começam hoje, é uma t a- r ef a impensáv el mesmo par a Ilda Santiago , dir etor a e xecuti v a da mar atona, que se estende até o dia 7 de outubr o . – Há coisas que não v ejo ne- cessidade de v er , como os filmes da mostr a Ger ação , v oltada par a o público inf anto-juv enil, ou mes- mo de r e v er , como os títulos das r etr ospecti v as – confessa Ilda. – Clar o que também conto com a ajuda da indicação de pr o g r a ma- dor es de outr os festi v ais par a montar a g r ade. Mas posso ga- r a ntir que a maior parte dos fil- mes passou por m inha a v aliação . Até mesmo os curtas br asileir os. O seg r edo , então , é sa ber qual sua prioridade diante de um fes - ti v al dessa magnitude. Há quem corr a atrás de r aridades, já que m uitos filmes não c hegarão às salas br asileir a, como -->Carlos -->, de Oli vier Assa y as, super pr odução com mais de cinco hor as de dur ação , sobr e o terr orista v enezuelano , feito de en - comenda par a a TV fr ancesa. Ou mesmo os filmes da r etr ospecti v a de J erzy Sk olimo wski, o maior no - me do cinema independente po - lonês. A maioria, no entanto , corr e atrás de pr o g r amas certos, como os que c hegam com o selo de qua - lidade de festi v ais internacionais. P ar a esses últimos, a P anor ama do Cinema Mundial contin ua sendo a seção mais pr ocur ada. É lá que estão -->Um lugar qualquer -->, de Sofia Coppola, v encedor do Ur so de Our o do F esti v al de V eneza, e -->T io Bo - onmee, que pode r ecordar suas vidas passadas -->, de A pic hatpong W eer a - sethakul, ganhador da P alma de Our o em Cannes. É também onde estão alocados os no v os filmes de W ood y Allen ( -->V ocê v ai conhecer o homem de seus sonhos -->), K en Loac h ( -->Rout Irish -->) e Zhang Y imou ( -->A w o- man, a gun and a noodle shop -->). A mostr a a briga ainda os no v os tr a - balhos dos ator es Ben Afflec k e M athieu Amalric co - mo dir etor es: -->Atração perigosa -->e -->Turnê -->, r espec - ti v amente. – Não v ejo a P a nor ama como o filé mignon do festi v al, por que isso é tir ar a importância das d emais mostr as – esclar ece Il - da. – Analisando objeti v amente, ela apenas é a mais f acilmente r e - conhecida pelo público , por en v o l - v e r nomes conhecidos e t er o r e - conhecimento em outr os festi - v ais. Mesmo sem sa ber nada a r espeito sobr e o filme, todo m u ndo v a i quer er v e r os mais r ecentes tr a b alhos do W o od y Allen, do Ab bas Kiar ostami ou do K en Loac h, não é? É um e v ento internacional, ha - bituado a r ece ber con vidados es - tr angeir os (Mic hael Madsen, Char lotte Rampling e Irène J acob estão na longa lista deste ano), mas que não descuida da pr odução lo - cal: 17 títulos nacionais, entr e do - cumentários e ficção , concorr em ao tr oféu Redentor , na mostr a Pr emiè - r e Br asil. Cinemato g r afia homena - geada deste ano , o F esti v al do Rio r ece be 18 títulos ar gentinos na seção F oco Ar gentina, que inclui as últimas crias de P a blo T r aper o ( -->Car anc ho -->) e Mar celo Piñe yr o ( -->V iúv as sempr e às quintas -->).-->O ser viço do festival está na seção B pr ograma. A pr ogramação completa está no site www .festivaldorio.com.br