POLÍTICA

Lula não quis fazer comparação com nazistas, diz o alto representante da União Europeia para Política Externa

Josep Borrell acrescentou que tema não foi levantado no G20

Por JB POLÍTICA
[email protected]

Publicado em 22/02/2024 às 16:57

Chefe de política externa da União Europeia, Josep Borrell Foto: Reuters/Yves Herman

O alto representante da União Europeia para Política Externa, Josep Borrell, disse nesta quinta-feira (22) que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não quis comparar a guerra de Israel na Faixa de Gaza com o Holocausto.

As declarações foram dadas em entrevista a um restrito grupo de veículos de imprensa internacionais, à margem da reunião de ministros das Relações Exteriores do G20 no Rio de Janeiro.

"Não quero interferir em questões internas, mas está claro que Lula não queria fazer uma comparação com Gaza e o que os alemães e outros fizeram", afirmou Borrell, acrescentando que a crise diplomática entre Brasil e Israel não foi abordada no encontro do G20.

No último domingo (18), Lula acusou Israel de cometer um "genocídio" na Faixa de Gaza e disse que "o que está acontecendo com o povo palestino não existe em nenhum outro momento histórico", a não ser "quando Hitler resolveu matar os judeus".

O governo israelense qualificou as falas como "vergonhosas e graves", convocou o embaixador do Brasil em Tel Aviv, Frederico Meyer, para uma reprimenda em pleno Museu do Holocausto e declarou o presidente como "persona non grata".

Em resposta, o governo Lula chamou Meyer de volta a Brasília e convocou o embaixador israelense no país, Daniel Zohar Zonshine, a se explicar. (com Ansa)

Tags: