ARTIGOS

O que é mais importante

Por TARCISIO PADILHA JUNIOR
[email protected]

Publicado em 17/01/2024 às 10:46

Alterado em 17/01/2024 às 10:46

'A vida é uma sucessão de
escolhas intertemporais'
                                                   Eduardo Giannetti



"Podemos, pelo pensamento, nos afastar da posição particular que ocupamos no mundo", afirmou Paul Ricoeur.

E não pensar pela metade, mas pensar com consciência da inter-relação entre os fenômenos físicos, biológicos, psicológicos e culturais.

Da inter-relação decorre princípio básico da organização moderna: todo é sempre diferente de soma das partes

Seu funcionamento é controlado mais por relações dinâmicas que por rígidas estruturas mecânicas, conforme autonomia em certo grau.

Mediante interação contínua, a relativa autonomia, em geral, aumenta a complexidade da própria organização.

Dotada da capacidade de recordar, a organização se capacita a reconhecer acontecimentos e situações havidos, valorizando-os realmente.

Ao aguçar a percepção dos acontecimentos e situações, podemos testemunhar a vivacidade das nossas relações

Relações que concretamente compartilham anseios e necessidades através da realização de projeto em comum, segundo próprios valores.

Existe vínculo entre potência criativa em direção a futuro satisfatório e contexto cultural em que se está inserido.

O que é mais importante se passa na mente e no coração, em todos os tempos e em todas as gerações: deixar que Deus nos surpreenda.

Engenheiro, é especialista em gestão de pequenos empreendimentos

Tags: