Aumenta número de praias na Itália com selo ambiental

'Bandeira azul' foi concedida a 210 municípios do país

Foto: Ansa
Credit...Foto: Ansa

Aumentou para 210 o número de cidades costeiras da Itália com a "bandeira azul", selo que comprova a preservação ambiental de destinos situados às margens de mares ou lagos.

A distinção é concedida anualmente pela Fundação para Educação Ambiental (FEE), ONG ambientalista com sede na Dinamarca, e premiou nove municípios a mais do que em 2021.

Cinco cidades perderam a bandeira azul neste ano, porém outras 14 foram reconhecidas pela limpeza de seus mares ou lagos: Alba Adriatica (Abruzzo), Caulonia (Calábria), Isola di Capo Rizzuto (Calábria), Ispani (Campânia), Riccione (Emilia-Romagna), San Mauro Pascoli (Emilia-Romagna), Porto Recanati (Marcas), Cannobio (Piemonte), Castro (Puglia), Rodi Garganico (Puglia), Ugento (Puglia), Budoni (Sardenha), Furci Siculo (Sicília) e Pietrasanta (Toscana).

Já San Mauro Cilento e Sapri, na Campânia, Ventotene, no Lazio, e Isole Tremiti e Otranto, na Puglia, perderam a certificação.

A região italiana com mais bandeiras azuis é a Ligúria, no noroeste, com 32. Em seguida aparecem Campânia e Puglia, no sul, e Toscana, no centro-norte, com 18 cada uma.

O selo foi criado em 1987 e se baseia em critérios de qualidade da água, educação e gestão ambiental, eficiência no tratamento de rejeitos e desenvolvimento sustentável de áreas litorâneas. (com agência Ansa)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais