Bloqueio da puberdade: especialista explica como deve ser feito

.

Foto: reprodução
Credit...Foto: reprodução

Sinais puberais em meninas abaixo dos oito anos e meninos antes dos nove anos de idade podem ser evidência de puberdade precoce e a ajuda de um especialista em endocrinologia é imprescindível para que essa criança não tenha problemas no futuro.

A médica endocrinologista Lorena Lima Amato explica quais tratamentos podem ser indicados para crianças que entram em puberdade precoce.

Quais os exames que sinalizam a indicação do bloqueio da puberdade?

É necessário analisar os exames de sangue que mostram os hormônios sexuais (estradiol e testosterona) assim como as gonadotrofinas que os estimulam (LH e FSH). Além disso, idade óssea e ultrassonografia de útero e ovários para meninas e de testículos para os meninos são parâmetros importantes para o diagnóstico.

Como é o tratamento?

O tratamento depende da causa. A mais comum é a puberdade precoce central idiopática que acomete, na grande maioria das vezes, meninas. O tratamento é feito com medicamentos que bloqueiam a ação do LH e do FSH em nível hipogonadário, por meio de medicamento injetável, que pode ser de uso mensal ou trimestral.

Quais os sinais que os pais precisam observar para procurar o endocrinologista?

É preciso ficar atento ao surgimento do broto mamário em meninas ou aumento do volume testicular em meninos, assim como o aparecimento de pelos pubianos, axilares e em face. As alterações comportamentais, estirão do crescimento e acne antes dois oito anos em meninas e nove anos em meninos podem ser sinais do início da precoce da puberdade.

Sobre a Dra. Lorena Lima Amato: A especialista é endocrinologista pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), com título da Sociedade Brasileira de Endocrinologia (SBEM) e endocrinopediatra pela Sociedade Brasileira de Pediatria. É doutora pela USP e professora na Universidade Nove de Julho.