Novo lote: Butantan recebe insumos para produção de 14 milhões de doses da vacina CoronaVac

.

Foto: Reuters/Amanda Perobelli
Credit...Foto: Reuters/Amanda Perobelli

O Instituto Butantan recebeu um novo lote de insumos vindos da China para a produção da Coronavac, vacina contra a covid-19 que ele desenvolve em parceria com o laboratório chinês SinoVac. A carga chegou ao Aeroporto Internacional de Guarulhos por volta de 6h10 desta quinta-feira (4).

O Instituto Butantan é responsável pela etapa final de produção da vacina no Brasil - envase, inspeção e rotulagem. O lote tem 8 mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) e essa matéria-prima permitirá a produção de mais de 14 milhões de doses do imunizante, que serão destinadas ao Plano Nacional de Imunização - PNI.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), o secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, e o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, estiveram no local para receber o material. A previsão do Butantan é receber, até abril, o total de insumos necessários para produção de 46 milhões de doses da vacina.

O Brasil alcançou recorde de mortos pela covid-19 pelo segundo dia consecutivo nessa quarta-feira (3), com registro de 1.910 óbitos. Com isso, total de mortes no Brasil pelo coronavírus chegou a 259.271. Ao todo, 10.718.630 pessoas já foram infectadas com o vírus.

O Brasil vacinou pelo menos 7.255.888 pessoas com a primeira dose de imunizantes contra a COVID-19. Desses, 2.236.720 receberam a segunda dose. Ao todo, foram 9.492.608 doses administradas no país. (com agência Sputnik Brasil)



Na quarta-feira (3), o Instituto Butantan liberou mais 900 mil doses da vacina Coronavac ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde.
Governador de SP, João Doria, com caixa da vacina CoronaVac