Desfile-manifesto ucraniano pede apoio

.

Foto: reprodução/twitter
Credit...Foto: reprodução/twitter

Exemplo de profissional empenhado em ir além da venda de roupas: o ucraniano Jean Gritsfeldt superou o medo da guerra e desfilou uma coleção-manifesto na semana de moda de Berlim. “Eu e minha mãe deixamos a casa em Kiev, fomos para um local fora da cidade. Desisti de sair do país e quase de produzir o desfile. Mas decidi participar da semana de Berlim”, comentou em texto para a Vogue.

Em uma semana, com um dia para os croquis, enviar para um assistente refugiado em um abrigo de bombas, onde a luz era instável, acendia e apagava, a coleção foi toda recriada, para refletir a situação da Ucrânia. A produção foi feita por 30 voluntários do Sustainable Fashion Matters e do Fashion Revolution Germany.

 

Macaque in the trees
Final do desfile de Jean Gritsfeldt (Foto: divulgação)

 

Peças básicas, principalmente camisetas, foram desfiladas com palavras estampadas em inglês e em ucraniano, como Love, Independence, Freedom e Peace. O final foi uma grande bandeira levada pelo elenco de modelos, a maioria de Belarus, Crimeia e Luhansk.

- Foi uma maneira de dizer o que está acontecendo e pedir que por favor, nos ajudem, resumiu o designer. Quando a apresentação acabou, ninguém saía da platéia. Todos choravam, comovidos.



O estilista Jean Gritsfeldt
Final do desfile de Jean Gritsfeldt
O estilista Jean Gritsfeldt


Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais