Daniel Jobim grava suas mãos na  Calçada da Fama de Ipanema

Evento marca o aniversário de 18 anos da Toca  do Vinicius

Num ato solene e público programado para 19 horas do domingo 25 de setembro, na porta da Livraria Toca do Vinicius, em Ipanema,  o músico Daniel Jobim, neto do “Maestro Soberano” gravará suas mãos numa placa de cimento fresco, a de no. 100, que fará parte da CALÇADA DA FAMA DE IPANEMA, monumento à cultura que vem sendo construído, no Bairro da “famosa Garota” desde 1969.

Na mesma ocasião, o projeto Bossa-Nova-Ipanema-Rio, seu Museuzinho e a Livraria Toca do Vinicius festejam seu 18º aniversário de fundação (27 de setembro de 1993). O conjunto de placas que compõe o Monumento de Mãos Calçada da Fama de Ipanema faz parte do acervo do Museuzinho Bossa-Nova-Ipanema-Rio.

Reunindo mãos impressas de nomes como Pixinguinha, Oscar Niemeyer, Paulo Gracindo, Chico Buarque, Bellini, Elis Regina, Lula, Chacrinha, Vinícius de Moraes, Ruy Castro, Leila Diniz,  Grande Otelo, Tônia Carreiro, Helô Pinheiro, Martha Rocha, Roberto Menescal, Milton Nascimento, Wagner Tiso, Aldir Blanc, Johnny Alf, Braguinha, Maria Bethânia, Toots Thielemans, Henri Salvador, Ferreira Gullar, Toquinho, Marlene e Emilinha, entre tantas outras personalidades saídas do Teatro, Cinema, Esporte, Poder Público e da Música, a Calçada da Fama de Ipanema não por acaso, lembrará, em sua centésima placa do mais célebre nome do Bairro e principal responsável pela dimensão internacional de Ipanema, o músico e compositor, Tom Jobim. E nenhuma carícia a sua memória lhe seria mais cara do que o reconhecimento ao jovem talento de seu neto, o músico Daniel Jobim, que gravará suas mãos na Placa nº 100.

Durante o ato de gravação da centésima placa de cimento da Calçada da Fama de Ipanema, o músico Daniel Jobim será homenageado pela tradição musical de Ipanema.